Muitos são os que me têm pedido a review do jogo Resident Evil 2 Remastered.  Assim sendo não me sobra muitas opções e aqui vai a review the Resident Evil 2.

Resident Evil foi um dos jogos que se tornou um marco na história dos videojogos de survival horror.  Este jogo foi um dos que mais aterrorizantes foi na época em que foi lançado por que tinha recursos bastante limitados (armas e munições) o que fazia com que por vezes fossemos obrigados a fugir criando assim uma estratégia para poder avançar no jogo.  O ambiente do jogo era bastante tenso a banda sonora bastante pesada e a nível gráfico o jogo era bastante cinematográfico.  Um dos melhores jogos da série e por isso teve agora direito a um remastered.

Antes de avançar com esta review devo dizer que este é um Remake que teve um enorme respeito pelo título original. É um trabalho com uma enorme qualidade gráfica, com um enorme qualidade de som e sem dúvida continua a deixar-nos bem angustiados a cada segundo dentro do jogo.

O modo história foi basicamente criado da mesma forma que o título original.  Iniciamos o jogo com  jovem polícia Leon Kennedy,  no seu primeiro dia de trabalho ele depara-se logo com uma data de problemas. Ele encontra uma cidade devastada e carregada de zombies, um primeiro dia de trabalho bem diferente.

Temos também a personagem feminina, Claire Redfield,  que anda em busca do seu irmão que está desaparecido há algum tempo ( o protagonista do primeiro título de Residente Evil). Acabam por ir parar ao local que supostamente seria o mais seguro de Racoon City,  estou a falar da Esquadra de polícia.

O desenrolar do jogo é basicamente o mesmo do primeiro título de Residente Evil 2 apesar de algumas alterações dentro do jogo o jogo ficou basicamente igual ao primeiro título mas com muitos melhoramentos e com algumas adições que foram certamente bem-vindas.

É certo que toda a melhoria gráfica do jogo foi gigantesca e na minha opinião aquilo que melhor ficou caracterizado foram as cenas cinematográficas.  As cenas cinematográficas tem agora um peso muito maior em todo o enredo trazendo muito mais drama ao jogo.

Confesso que de certa forma fiquei um pouco decepcionado com o roteiro que as personagens levaram.  Durante a primeira hora do jogo o percurso do Leon e Claire é praticamente idêntico, só depois  do primeiro quarto de jogo é que as coisas mudam e os caminhos seguem caminhos diferentes fazendo com que se aproxima novamente na fase final.

No que toca ao tempo de jogo este foi alterado e agora são necessárias cerca de 8 a 10 horas para terminar a história pela primeira vez, no entanto depois de concluída é possível terminar o jogo em menos tempo em cerca de 4 a 5 horas, é claro que as recompensas pelo tempo e quantidade de saves também estão presentes,  mas este é um ponto que iremos deixar para vocês verem com os vossos próprios olhos.

Som...

No que toca à parte sonora este jogo está com um nível muito elevado com um grande ambiente e com efeitos sonoros de topo que faz com que o jogo esteja entre os melhores remastered criados até aos dias de hoje.  Em relação ao que foi feito a nível de sonoro, este jogo faz com que seja possível criar um ambiente fantástico e que nos deixa bastante tensos e até mesmo arrepiados com tudo o que acontece dentro do jogo.  Afinal de contas esse é um dos pontos principais a ter em conta num jogo de survival horror.

Jogabilidade...

No que toca a jogabilidade esta sofreu mudanças bastante significativas. Primeiro ponto foi certamente a perspectiva da personagem,  tendo agora uma visão em terceira pessoa que foi usada pela primeira vez em Resident Evil 4.

A visão em terceira pessoa acaba por facilitar toda a movimentação dentro do jogo fazendo com que a exploração de cenários seja mais fácil. Os combates nos corredores apertados também são agora um pouco melhores, recordo que na primeira versão deste jogo as lutas em corredores e espaços mais fechados eram muito complicadas porque muitas das vezes ficávamos sem ângulo de visão da personagem e não iríamos conseguir nunca combater no nosso inimigo. Um outro dos pontos que melhorou muito foi o facto de mirar diretamente nos inimigos, isso foi possível devido a esta visão em terceira pessoa agora é muito mais fácil mirar nos inimigos e atirar a matar.

Este Remake também trouxe novas armas e granadas que podem ser atiradas e usadas para nos livrarmos de um ataque corpo a corpo.  A faca era uma das armas principais na primeira versão deste jogo, era uma arma diferenciadora que seria a nossa salvação na falta de munições. Esta arma agora tem uma particularidade muito interessante ela desgasta se e até quebra após o uso contínuo e para poder ter uma nova faca teremos de a encontrar pelo cenário o que é sempre um bom desafio tendo em conta que as balas são muito escassas.

Uma das perguntas que mais surgiu no primeiro título deste jogo era como é que os zombies assediam a esquadra da polícia?  Resposta de chegou neste Remake de Resident Evil 2 onde a produtora fez com que fosse possível trancar as janelas para que os zombies não entrassem. Agora teremos que encontrar madeiras por toda a esquadra e colocar em determinadas aberturas para que as hordas de zombies não fiquem a aparecer constantemente.

Um dos exemplos que posso dar é o de uma sala onde podemos fazer o check-point, a toda a hora deparava-me com zombies e que não facilitavam em nada a minha passagem, a solução foi revirar todo o cenário para encontrar madeiras e assim puder tapar uma abertura junto à janela e poder fazer o save a qualquer momento e uma forma mais fácil.

Conclusão...

A história do jogo é bastante interessante apesar de não poder considerar que seja a melhor história do mundo. O jogo conta com duas possíveis histórias uma jogada atrás da outra sem que qualquer tipo de impacto na história seguinte. A história na realidade coloca as duas personagens na esquadra de Racoon City e o nosso caminho acaba por ser muito idêntico no primeiro e ultimo quarto de jogo. A segunda incursão no jogo com a personagem Claire acaba por ser mais uma oportunidade de encontrar e falar com personagens diferentes que nos podem dar mais informação sobre o que se passou.

Temos de assumir que este remastered acabou por trazer algumas diferenças em relação ao jogo original, o jogo tornou-se mais atual mais credível e acabou também por amadurecer um pouco. Tal como já disse acima Resident Evil 2 remastered é bem provável que seja o maior e melhor remastered criado até hoje. Se vocês são fãs da série Resident Evil, então este será certamente um título a ter na vossa coleção.

Nota: 9/10 

Positivo…   Negativo…
Excelente ambiente.   Histórias do jogo muito parecidas.
Jogo bastante claustrofóbico.    
Excelente componente sonora.