Durante muitos anos os jogos de tiro abordaram a segunda guerra mundial, e a Activision era uma das produtoras que melhor fazia esse tipo de jogos. Mas tudo mudou em 2007 quando esta mesma produtora abordou guerras mais atuais que mais parecia que estavam a acontecer em redor do mundo, estou a falar de Call of Duty: Modern Warfare. Ainda por cima com a guerra que já existia no Iraque e após o atentado de 11 de Setembro, as guerras atuais faziam mais sentido do que nunca.

Este título revolucionou a franquia e transformou a Activision na gigantesca produtora que é hoje em dia.

É certo que após várias guerras futuristas (Black OPS), guerra fria, combates no espaço e afins, já estava na altura de regressar ao maior e melhor título da franquia.

A guerra que levou a mudança feita em 2007 é a mesma retratada em Modern Warfare de 2019, mas desta vez tem algumas personagens diferentes.

Desde 2007 que fiquei com a ideia que o jogo parecia uma cena saída de Hollywood por causa dos tiroteios e explosões cinematográficas que o jogo tem. Um verdadeiro título que para além de retratar as guerras atuais ainda diverte os jogadores.

A Infinity Ward regressou ao que de bom se fez na série Modern Warfare e tentou novamente esse caminho mas desta vez sendo mais realista na forma como os soldados enfrentam realmente a guerra. Assim sendo o jogo Call of Duty: Modern Warfare acaba por nos trazer uma das melhores campanhas que alguma vez fez.

A campanha do jogo tem aproximadamente cerca de 6 horas e mostra-nos um mundo em constante conflito com soldados americanos envolvidos em conflitos que nem fazem a mínima ideia porque eles existem e a lutar por desejos de potências mundiais. No meio de toda esta guerra ainda temos os civis que vêm a sua casa ser destruída e o país ser invadido por soldados estrangeiros que tentam manter a paz.

O modo campanha está muito interessante e os jogadores vão ganhar empatia com algumas personagens e isso é algo que a franquia já não conseguia a muito.

O jogo também tem um peso que nos remete a realidade e que nos coloca em situações complicadas de forma a fazermos escolhas o mais rápido possível tendo em conta os acontecimentos com que nos deparamos.

Um dos exemplos que eu posso dar e que em certa parte me marcou foi uma altura em que eu estou a controlar uma das personagens que participa numa missão de infiltração na casa em que um fugitivo está escondido. Aparentemente as pessoas que estão nessa casa são inocentes e no meio da escuridão vemos as pessoas a esconder-se. Tem uma altura em que entramos num quarto e vemos uma mulher fazer um movimento brusco em direção a um bebé. Será que a mulher está aflita e quer proteger o bebé ou simplesmente pretende alcançar uma arma? São este tipo de decisões rápidas que temos de tomar tal e qual como os soldados da vida real, são frações de segundos onde a decisão pode fazer a diferença entre a vida e a morte.

A campanha de Modern Warfare tem uma primeira parte bastante linear e que está muito ligada a fórmula que Call of Duty foi criando com o passar dos anos. A certa altura do jogo há uma virada e o jogo passa a ser mais rápido e com mais ação onde iremos conhecer uma personagem de nome Farah que vive num país fictício do Urzikistão e que nos remete aos acontecimentos recentes que envolveram a Síria.

Posso concluir que Call of Duty: Modern Warfare é um dos melhores jogos da franquia, ele mostra-nos as difíceis decisões de guerra quase parecendo um filme de Hollywood.

 

Gráficos e Som…

Call of Duty: Modern Warfare tem uns gráficos incríveis, o salto gráfico considerável que vemos neste título deve-se a nova engine criada pela Infinity Ward.

Os pormenores que podemos ver neste jogo são impressionantes, dou um destaque bem especial quando se ativa a visão noturna e podemos ver detalhes espetaculares nas roupas dos soldados e nos cenários de jogo.

Os efeitos sonoros do jogo estão incríveis, de arrepiar ouvir o tiroteio e explosões a acontecerem a nossa volta. As vozes das personagens ouvem-se perfeitamente e quando estão em sofrimento consegue notar-se o sentimento de dor.

A dublagem para PT está muito bem conseguida e é de louvar que com o passar dos anos se tenham cada vez mais jogos localizados em português, sejam eles legendados ou dublados.

As trilhas sonoras estão muito boas e acompanham muito bem todo o desenrolar do jogo tendo trilhas sonoras mais tensas nos momentos adequados e outras mais calmas nos momentos de menor intensidade.

 

Jogabilidade…

No que toca a jogabilidade esta é bastante intuitiva e qualquer jogador, seja ele experiente ou não, vai ter facilidade em se adaptar. Foram feitas algumas mudanças tendo em conta que pela primeira vez o multiplayer conta com crossplay entre todas as plataformas em que está disponível, mas nada que vá causar dificuldades aos jogadores. Uma das preocupações dos jogadores seria o crossplay com jogadores de PC, mas mesmo esse crossplay é agradável e mais uma vez prova que os jogadores de consola têm um skil incrível.

Assim sendo este crossplay acaba por trazer uma data de vantagens sendo a principal uma facilidade muito maior de encontrar jogadores quando se forma equipa.

Algo que vai agradar todos os jogadores é que Call of Duty: Modern Warfare não conta com Loot Boxes, assim sendo todo o conteúdo do jogo é desbloqueado apenas a jogar o jogo.

Alguns itens e armas só são desbloqueados quando alcançamos níveis mais altos, mas mesmo assim posso dizer que isso não será difícil, mesmo para jogadores que não estão familiarizado com a série.

 

Multiplayer…

Recordo-me com carinho do multiplayer do primeiro Modern Warfare, posso dizer que até hoje considero que esse multiplayer foi o que revolucionou todo o estilo multiplayer da série. E o multiplayer de Modern Warfare 2019 não podia ser diferente dando ao jogador o melhor que há no mercado.

O jogo continua a contar com modos de jogo bastante conhecidos como "Team Deathmatch" ou "Capture".

 

Special OPS…

Spec-Ops de Call of Duty é um modo que será exclusivo durante um ano dos jogadores da PlayStation 4, apesar de isso já não ser bom para os jogadores de PC e Xbox Onde a coisa fica pior quando jogamos.

Este modo de jogo consiste em juntar uma equipa de quatro jogadores e completar missões dentro de um cenário enorme. Estas missões estão ligadas às missões do modo história, assim sendo convém terminar o modo história de forma a não haver spoiler.

O grande problema é que parece que o modo Spec-Ops parece não estar terminado devido a instabilidade que podemos ver dentro do modo de jogo. A dificuldade vai aumentando conforme avançamos no modo, mas por vezes o nível de dificuldade não condiz com o avanço das missões e acabamos por ter oscilações de dificuldade. Num momento parece tudo muito fácil e no momento seguinte parece que ligamos o modo hardcore ficando cercados por soldados implacáveis carregados de armamento pesado.

Tenho de admitir que este é um modo de jogo com muito potencial e que pode ser resolvido com atualizações futuras. Acredito que será um modo incrível mas não deixa de decepcionar ver o modo co-op ser lançado desta forma tendo em conta a qualidade do modo campanha e do modo multiplayer.

 

Conclusão…

Call of Duty Modern Warfare mostra mais uma vez porque é um dos grandes títulos mundiais deste estilo e apresenta a mesma qualidade e preocupação do jogo que apresentaram em 2007.

Incrível como as guerras modernas são cativantes apesar de serem um terror real. E a Infinity Ward fez um excelente trabalho não só com gráficos e jogabilidade mas também com a história e a forma com que fez que o jogador se apaixonasse novamente por personagens do jogo.

Este é um jogo a não perder, é um dos melhores jogos da franquia.

Nota: 9/10

Positivo…   Negativo…
Gráficos excelentes.   Modo Spec-Ops instável.
Dublagem de qualidade para PT.    
Crossplay entre PC e consolas.    
Multiplayer viciante.    
Campanha incrível.