O mercado dos videojogos está cada vez maior e o mundo dos periféricos está cada vez mais diversificado, e neste campo aparece a Razer,a maior empresa de dispositivos para
competições eletrônicas do mundo.
Chega um novo teclado a redação para review e as atenções focam-se de imediato neste dispositivo, estou a falar do Razer Hutsman, um teclado opto-mecânico que é uma nova linha da Razer.
O Razer Hutsman está disponível na versão normal e na versão Elite, e a nossa equipa recebeu para review a versão normal.
Numa primeira impressão, posso dizer que gostei do que vi, um teclado simples com linhas bonitas. Diria que é um teclado que ficaria bem em qualquer ambiente.
Eu diria que o Razer Hutsman é um dos teclados mais bonitos da marca, mesmo tendo algumas falhas como a falta de uma base de apoio ou a faixa de iluminação que abraça a base.
O Razer Hutsman tem um design bastante apetecível, principalmente para os mais minimalistas.
No que toca a composição das teclas, estas são idênticas a outros teclados da Razer, este teclado mantem o teclado numérico a direita e todas as teclas são destacáveis. Isso permite ver o que realmente interessa neste teclado, estou a falar dos switches.

Os teclados da Razer são conhecidos pela qualidade dos seus switches e pela rapidez e sensação de clique extrema e satisfatória que cada uma das teclas nos trás.
A Razer é conhecida pelos seus switch mecânicos mas desta vez que estive dar esses mesmos switch e criar uma versão ao qual deu o nome de switch opto-mecânicos. Qual é a real diferença destes novos switchs? A grande diferença destes novos switches da Razer é que estes têm uma maior rapidez de leitura das ações.
Tudo isto só é possível por causa dos novos sensores infravermelhos que detectam o clique com o maior rapidez e eliminam a necessidade de contacto físico para dar o sinal da atuação das teclas tornado assim o Razer Hutsman um teclado 30 vezes mais rápido do que os teclados tradicionais.
Como o contacto físico entre os componentes que é muito menor, a longevidade deste dispositivo é muito maior, tem cerca de 100 milhões de cliques o que faz com que o desgaste não seja assim tanto e assim sendo podemos ter um teclado de qualidade durante muito mais anos.
Em relação à qualidade de construção deste dispositivo não há muito a dizer, o teclado é bastante robusto, o único apontamento que tenho a fazer em relação ao Razer Hutsman é em relação ao seu design que é bastante simples.

Construção...
Parte traseira do teclado temos umas borrachas antiderrapantes que não permitem que o teclado saia do local.
As teclas são altas e estão bem distribuídas, apresentam uma curvatura bastante agradável ao toque para que seja mais fácil o ativar o sensor com o toque.
N realidade nada muda em relação aos mais variados tipos de utilizadores ou seja, no que toca às pessoas que estão habituados a escrever será fácil a adaptação a este teclado, em relação aos gamers será ainda mais simples visto que os seus atalhos continuam exatamente nos mesmos sítios dos teclados tradicionais.
Apesar de este teclado parecer perfeito ele tem um pequeno "se não", estou a falar do barulho que o mesmo faz. Estamos a falar de um teclado tem cerca de 70db por click, segundo as medições que foi possível fazer. Não deixa de ser um problema principalmente se vivermos com alguém ou alguém estiver perto de nós quando estivermos a teclar, é certamente um barulho desagradável se o escutarmos continuadamente.
Pelo que pude perceber, não seria suposto os novos switchs fazerem tanto barulho são os novos switchs da Razer e seria suposto serem mais silenciosos e mais eficazes. Tendo em conta que usam um sensor de toque não seria suposto ouvirmos um barulho tão grande, e 70db é mesmo muita coisa para um teclado, este não será certamente um teclado para usar durante a noite.
Que lamento que este teclado não tenha incluído é o descanso das mãos que costuma ficar abaixo do teclado. O Razer Hutsman Elite tem um destes apoios e realmente foi uma falha enorme a versão normal também não trazer que esse apoio.
O facto de estar a falar deste descanso das mãos faz sentido, o teclado Razer Hutsman é por si só alto e tem também umas teclas altas o que faz que ao fim de um certo tempo começamos a ficar cansados.

Software...
Como seria de esperar a razão inclui suporte ao software Razer Synapse. Este software permite-nos mudar todas as configurações do teclado como também gerir as luzes de
iluminação do mesmo, luzes que se encontram nas letras das teclas por baixo das teclas e no próprio logótipo da Razer.
Este software ainda nos permite programar as macros para que possamos usar as teclas para fazer funções próprias dentro de cada um dos jogos.

Conclusão...
Posso então considerar que o Razer Huntsman na sua versão normal é um teclado básico apesar de estar marcado como um teclado gaming. É possível configurar e personalizar o
periférico de forma a podermos tirar o maior partido do dispositivo.
Infelizmente este dispositivo tem o preço de 159,99 € não inclui qualquer tipo de base de repouso.
Tenho de assumir que a Razer revolucionou o mundo dos teclados para gamers com este novo switch óptico. Infelizmente, para além deste teclado ser caro não se pode dizer que seja um bom teclado para usar durante longos períodos de tempo.

Nota: 8/10 

Positivo…   Negativo…
Novo switch óptico.   Falta da base de repouso das mãos. 
Design robusto.   Teclas demasiado barulhentas.
Utilização satisfatória.