Marretas: Aventura no Cinema
Editor rating
6.5
User rate
N/A
Global vote
6.5
Vote you too:
N/A
Release: 5/11/2014
Price: € 29.99

Marretas: Aventura no Cinema

Genres: PUZZLES, PLATAFORMAS Producer: Sony
  • Production: Sony
  • Release date: 5/11/2014
  • Recommended age: 7 years

Estes são provavelmente uns dos bonecos mais conhecidos do mundo, pelo menos por parte dos mais adultos. Mas nos ultimos anos, temos vindo a assitir ao renascimentos dos Marretas, pelo menos os dois filmes que sairam sobre estes bonecos assim o fazem parecer.

A criação de um videojogos sobre estas personagens é algo que vem em bom momento, primeiro porque são personagens que dizem muito bem com o Natal, e depois porque são personagens muito animadas para estarem num jogo.

Recentemente, chegou ao mercado um jogo de nome Marretas: Aventura no Cinema para a PS Vita e a nossa equipa teve oportunidade de analisar este jogo.

 

Para mim, que cresci com estas personagens a passarem na TV, fica um sentimento de nostalgia, tal como com a serie “Rua Sesamo” que passava dariamente na TV.

Assim que inicio o jogo Marretas: Aventura no Cinema, uma alegria se abate em mim por ver que o jogo se encontra em portugues, o ideal para que a pequenada acabe por querer conhecer as personagens e sinta empatia pelas mesmas.

 

Marretas: Uma Aventura no Cinema é um jogo do estilo plataformas onde o jogador tem a prespectiva do jogo de uma vista lateral. O jogo foca-se numa história que abrange cinco possiveis filmes no qual os Marretas vão ser os heróis pincipáis onde as missões acontecem como se estivessemos na rodagem de um filme.

 

Vou dar um exemplo e terei de o fazer com a rodagem do primeiro filme. Neste filme somos o Pirata Pernas Verdes (o Cocas), teremos de nos conseguir salvar da guilhotina  e conseguir derrotar o chefe dos guardas para ser livre. Neste filme, Cocas é o ator principal e somos nós que o controlamos.

 

O jogo tem uma boa mecanica e acabamos pr rir muito com determinadas situações que vão acontecendo no decorrer de cada nível. Acaba por ser um pouco um jogo de tentativa erro, visto estarmos em filmagens para determinadas cenas de um filme. Quando perdemos/falhamos , os comentadores têm sempre uma piadas para dizer sobre a nossa prestação. As piadas são tão simples que até uma criança de 5 anos irá entender sem qualquer dificuldade. Umas das piadas que iremos ouvir algumas vezes é a seguinte, “ok essa é uma cena que pode ficar bem no making off, mas não no filme. Vamos repetir”.

 

Gráficos...

A nível gráfico não há muito a dizer, este é um jogo onde as personagens estão bem detalhadas e o universo de marretas está bem presente em cada canto deste jogo.

Não são gráficos dignos de um prémio e não creio que fosse esse o objetivo, de qualquer das formas, neste campo o jogo está muito bem.

 

Som...

Tendo em conta o público alvo, é bom saber que a produtora não se esqueceu deles e colocou o jogo no nosso idioma. Os atores que deram voz as personagens fizeram um excelente trabalho entrando neste projeto de corpo e alma.

É agradavel ouvir algumas piadas por parte de quem dá a voz as personagens pois nota-se que é feito com gosto.

Algo que reparei foi na ausencia das vozes oficiais dos Marretas, é  pena que durante o jogo os Marretas não tenham a sua voz oficial, mas para os mais pequenos isso não fará grande diferença visto eles certamente não conhecerem.

 

Jogabilidade...

A jogabilidade de Marretas: Uma Aventura no Cinema é muito simples, para alem do uso dos ecrãs touch, temos o uso dos analogicos e os quatro botões de ação. Não são usadas combos ou algo que se assemelhe, a jogabilidade é mesmo simples para que os mais pequenos não tenham dificuldades.

Tal como disse anteriormente, o jogo é visto de uma prespectiva lateral, um pouco como o Super Mario mais retro. Temos de ultrapassar barreiras,  derrotar Marretas maus e resolver vários puzzles, mas nada de muito complicada, afinal de contas este jogo tem como alvo um público mais jovem. Apesar de ser um jogo para os mais novos, o jogo torna-se repetitivo muito rápidamente e acaba mesmo por se tornar chato.

O jogo por vezes torna-se tão chato que teremos de repetir o mesmo percurso na mesma missõe vezes e vezes sem conta, seja para apanhar objetos que ficam para trás ou até mesmo pela forma como o mapa foi criado.

 

Em relação aos puzzles, estes são muito inteligentes e existem algumas introduções interessantes para os puzzles que teremos de completar. O maior exemplo que eu posso dar é, quando temos de abrir uma porta, por vezes pedem-nos que sejam unidos os objetos da mesma cor (teremso de passar o dedo no ecrã para traçar uma linha entre os objetos da mesma cor), o interessante é que essas linhas não se podem cruzar nem tocar.

 

Ainda no que toca a jogabilidade, algoque foi impossivel não reparar foi no facto de o poder de fogo do marretas ser muito limitado. Estes ataque limita-se a doi tipos, os ataque a distancia e ataques de proximidade, de resto não temos mais nada, é certo que é um sistema simplificado pois é um jogo para os mais novos, mas sinto que poderia ter sido feito um pouco mais, afinal de contas, os miudos de hoje já jogam jogos como GTA V e Call of Duty.

O jogo conta ainda com vários colecionaveis que vamos apanhando, assim a equipa de criação de Marretas: Uma Aventura no Cinema acabou por arranjar forma de os jgadores repetirem os níveis mais uma vez para conseguirem apanhar os colecionáveis aumentando a longevidade do jogo. Mas porque voltar lá segunda vez? Realmente é algo que se torna um pouco aborrecido, mas quando passamos a primeira vez nessa zona, ainda não tinhamos desbloqueado determinadas habilidades que eram necessárias para conseguir apanhar todos os colecionaveis. Agora qe temos todas as habilidades, voltaremos novamente as missões anteriores para resgatar esses colecionaveis. Será que tens coragem de voltar a fazer tudo de novo?

 

Após conseguirmos ultrapassar todos os obstaculos de cada filme, iremos bater de frente com os bosses de cada filme. Estas não são tão faceis de derrotar como os Marretas maus que nos vão aparecendo no decorrer de cada filme. Iremos ter de nos esforçar bema mais.

Para derrotar estes Bosses, iremos ter de cair num sistema de tentativa/erro para vermos qual o metodo a usar para termos sucesso a vencer o inimigo. Estes são os melhores momentos do jogo e pelos quais estaremos anciosos.

 

Conclusão...

Este é um jogo que não está a espera de ser o melhor do ano, e pelo que vejo, não é um jogo que chegue a tentar sê-lo.

A nivel de jogabilidade é um jogo interessante, mas que infelizmente vai acabar por se tornar cansativo devida a tanta repetição. Se és um jogador que adora apanhar todos os colecionaveis, então boa sorte, afinal de contas vais ter de repetir tudo outra vez. Algo que assumo ser só para os mais preserverantes.

Read the review »

Media gallery
Images and videos
01
01
      Sobre Nós       Jobs       Acordo de Privacidade       Estatuto Editorial