FIFA 16
Editor rating
9.5
User rate
10
Global vote
9.8
Vote you too:
N/A
Release: 21/9/2015
Price: € 59.99

FIFA 16

Genres: DESPORTO Producer: EA Sports
  • Production: EA Sports
  • Release date: 21/9/2015
  • Recommended age: 3 years

Chegou o grande campeão de vendas de videojogos futebolísticos ao mercado e a correria dos fãs já se faz sentir. Por incrível, cada vez que FIFA é lançado no mercado, faz lembrar a febre de GTA V onde o jogo estava esgotado em vários sítios, ou até mesmo a PS4 quando foi lançada para o mercado.

 

FIFA 16 é fruto de um aperfeiçoamento constante para conseguir levar o melhor de um jogo de futebol até casa dos fãs desta modalidade. A franquia de FIFA é a preferida por vários motivo, mas principalmente pelo facto de as várias equipas espalhadas pelo mundo estarem devidamente licenciadas, juntamente com os jogadores.

Mas FIFA não se fica somente por licenças e coisas superficiais, A EA Games trata este jogo com o respeito que o mesmo merece e para alem das licenças de equipas e jogadores, eles também se preocupam com a jogabilidade e os mais variados modos de jogo. Com especial atenção na “My Team”.

 

O modo carreira mantém-se basicamente o mesmo apesar de ter tido alguns ajustes. Agora podemos desenvolver treinos com a equipa ou com algum atleta em especifico de forma a melhorar a forma de algum jogador ou a componente técnica para que possa ser aproveitado todo o seu potencial.

 

No que toca a licenças, clubes oficiais, estádios, cânticos, ambiente vivido nos estádios, FIFA 16 permanece exatamente igual, mantém-se o líder absoluto. No que toca aos estádios, o jogo já conta com 50 estádios diferentes onde só 30 desses estádios são oficiais, os restantes são estádios fictícios.

Em relação as ligas europeias, estas estão todas presentes, é algo que FIFA já nos habituou e que esperamos que nunca acabe por ficar sem as mesmas.

 

Gráficos...

FIFA 16 conta com um novo motor gráfico que vem ajudar a dar mais realismo ao jogo, mas este melhoramento gráfico não se fica somente pelos jogadores.

O relvado parece mais real e tudo o que rodeia o campo parece ter mais animação, ao contrários de FIFA 15 e FIFA 14 que pareciam muito iguais.

Este ano com FIFA 16 so começamos a notar as várias mudanças assim que vamos jogando mais e mais.

 

A nível gráfico o jogo já está bastante polido, mas mesmo assim ainda conseguimos ver alguns jogadores em situações um pouco embaraçosas, por exemplo ter os seus braços ou pernas a atravessar postes, os movimentos dos jogadores um pouco estranhos e algumas animações um pouco instáveis

 

 

Som...

O público no estádio está mais animado, agora ouvem-se os cânticos dos adeptos a puxarem pelas suas equipas, conseguimos destingir alguns berros de adeptos e até mesmo dos jogadores e todo o jogo é acompanhado pelos comentários dos comentadores desportivos Martin Tyler e Alan Smith. Adorei os comentários pelo facto destes comentadores conseguirem retratar bem o que vemos em campo e sempre num tempo aceitável e temos ainda introduções de conversas com relatos históricos que já aconteceram seja no estádio em que estão ou com determinado jogador.

 

Jogabilidade...

Em FIFA 15, recebemos um jogo bem mais rápido com a possibilidade de troca de bola imediata, isso fazia-se notar mais nos jogadores de maior nível que se destacavam dos outros jogadores presentes em campo. Este ano este aspeto sofreu afinações e foi introduzido um sistema que permite um maior controlo, esse sistema limita os avanços dos jogadores de topo de forma  a que eles não “estacionem o autocarro” e não permitam aos outros jogadores fazer um jogo decente.

 

O novo sistema aparece como um sistema mais equilibrado e inteligente que obriga o jogador a fazer triangulações e passes mais rápidos e preciso de forma a desequilibrar a outra equipa e criar assim uma vantagem que pode ditar a vitória do jogo.

A minha adaptação a este novo sistema não foi assim tão fácil pois não é o estilo de jogo que costumo praticar, mas mesmo assim tenho de assumir que é um estilo de jogo mais inteligente e que dá bastantes fruto desde que bem executado.

Este novo sistema vem dar um pouco mais de dificuldade a todos os jogadores, em especial para aqueles que estão habituados a jogar nos níveis mais avançados. Mas o jogo é mesmo assim, cada vez mais real, e com uma jogabilidade cada vez mais aproximada do que vemos dentro das quatro linhas.

 

A linha da defesa dos nossos adversários está mais organizada, já não é tão fácil passar pela defesa e apanhar o guarda-redes desprevenido. A defesa está mais sólida e a entreajuda e posicionamento dos defesas acaba por travar muitas investidas perigosas.

O jogo agora é disputado mais na área do meio-campo e é preciso um certo engenho para conseguir fazer uma jogada ensaiada.

 

Os arbitos também estão um pouco mais atentos e as entradas dos jogadores sobre o adversário que tem a bola são um pouco mais agressivas. Por vezes o desarme acaba por correr bem, outras vezes arriscamo-nos ao belo do cartão amarelo ou vermelho (se bem que por vezes saímos de fininho com um aviso).Um outro pormenor que eu reparei é que quando corremos lado a lado com um jogador da equipa adversária o nosso jogador vai puxando a camisola ou empurrando o outro jogador de forma a conseguir ficar na posse da bola, mas por vezes isso acaba em falta contra nós (e vice, versa).

 

Os guarda-redes também estão mais ousados e seguros da sua posição no jogo, eles estão sempre atentos, junto aos postes, fazem saídas arriscadas para evitar golos e socam a bolo constantemente para longe da área. É claro que cada guarda-redes tem os seus índices de qualidade, mas eu tenho Helton (F.C.Porto) e até fico parvo com as defesas deste menino.

 

Alguém reparou no assistente de jogo? É verdade, FIFA 16 conta agora com um assistente de jogo. Na realidade é um circulo que se desenha automaticamente a volta do jogador que tem a bola e abre-se uma sugestão ao nível do passe, remate, cruzamento, etc, em função do enquadramento do futebolista no campo.

Aparentemente isto até parece complicado, é imaginar parece ainda mais medonho, mas é até bastante útil. Apesar de se tornar um pouco confuso e dificultar a visualização da bola, acho que isto é muito útil pois permite-nos ver opções que por vezes não nos lembramos.

 

Para os mais desatentos, o jogo agora conta com  um novíssimo passe, este é mais potente e torna-se uma grande adição ao jogo. Certamente algumas vezes vêm jogadores fazerem passe a outros jogadores, mas que parecem quase remates... Isso acontece para que os jogadores da equipa adversária não tenham a oportunidade de conseguir o corte da bola, ou pelo menos diminui a possibilidade de corte. Normalmente, esse passe com mais força é feito em movimento de forma a que se instale um movimento ofensivo no jogo. Este passe acaba por ser muito útil mas não deixa de ter alguns problemas (tal como na vida real), nem sempre a receção deste passe é a melhor. Tudo vai depender de quem recebe a bola, se for um jogador num patamar evoluído, então a bola será rececionada com facilidade, se não for então a receção da bola pode ser um autentico desastre. Considero uma boa adição ao jogo, e permite ataques mais rápidos por parte de jogadores que aproveitam todas as aberturas por parte do adversário.

 

Futebol feminino...

Tenho de dar o braço a torcer que o futebol feminino foi uma grande adição a FIFA 16, só tenho pena que este modo tenha chegado somente na forma de seleções.

O futebol feminino em FIFA 16 chega através de 12 selecções nacionais que vêm dar a FIFA 16 um aspeto mais estético e uma dinamica nova para um publico novo. Mas se a EA Games vem colocar este modo para conseguir cativar o público feminino, então isso não resultará. Quem gosta de FIFA, vai gostar sempre e não será por haverem agora 12 seleções femininas que vão passar a jogar mais.

Este novo modo mostra a importância acrescida do futebol feminino a nível internacional que a FIFA tem vindo a dinamizar.

O estilo e jogo feminino não é tão aberto como o futebol masculino, o que por sua vez nos leva a procurar todos os espaços possíveis e imaginários para conseguir passar a bola pela defesa e marcar o tão ansiado golo. O futebol feminino é também mais lento apesar de manter o mesmo sistema de jogo.

 

FIFA Ultimate Team...

Na realidade, FIFA Ultimate Team não apresenta muitas diferenças do ano anterior, alguns pontos foram polidos mas a base permanece.

FIFA Ultimate Team continua a ser o mode de maior destaque de FIFA 16, mas este apresenta pontos que deveriam ser revistos. Ora, se em PES 16 os arbitos usam a lei da vantagem por qualquer motivo, em FIFA 16 (FIFA Ultimate Team) isso raramente é usado o que obriga a paragem do jogo numa altura em que a nossa equipa carregava sobre o adversario (e vice-versa).

 

Dentro do FIFA Ultimate Team temos algumas novidades como por exemplo a opção FUT Draft.

O FUT Draft é um novo modo que nos permite criar a nossa própria equipa tendo como escolha cinco jogadores reconhecidos para cada uma das posições em campo. Apesar de podermos escolher qualquer um desses cinco jogadores, temos de continuar a ter atenção a química da formação do nosso 11 para que seja uma equipa consistente e bastante forte. Poderemos jogar com essa mesma equipa e com esse jogo poderemos ganhar prémios incríveis. Mas atenção que só o primeiro jogo é gratuito, todas as seguintes tentativas têm um valor de 15.000 moedas, o que não é propriamente barato pois as moedas são difíceis de se conseguir juntar. Em cada uma das novas tentativas teremos de refazer o nosso plantel escolhendo um dos cinco jogadores apresentados para cada uma das posições em campo.

 

Conclusão...

As captações das expressões dos jogadores e da sua fisionomia está muito bem, mas a ideia com que fiquei é que poderiam ter feito muito mais. Existem jogadores que eu nem os reconheceria se não fosse o nome na camisola. Os jogadores que mereceram mais atenção foram as grandes estrelas de futebol, as restantes tiveram algo parecido com as suas figuras reais. Creio que umas correções nas imperfeições das figuras dos jogadores ou até mesmo os movimentos roboticos de alguns jogadores, acho que mereciam um pouco mais de atenção por parte da produtora.

FIFA é um excelente jogo de futebol, tem uma melhor jogabilidade que a edição anterior, e tem um ritmo de jogo mais rápido que não deixa os jogadores aborrecidos. Na minha opinião, a maior limitação de FIFA 16 é mesmo a ausência de novos modos de jogo que pudessem criar novos desafios aos jogadores. É certo que os conteúdos presentes no jogo são muito vastos e que podem entreter os jogadores durante um ano inteiro, mas acho que os jogadores mereciam mais opções (não querendo com isto dizer que temos poucas).

Read the review »

Media gallery
Images and videos
01
01
      Sobre Nós       Jobs       Acordo de Privacidade       Estatuto Editorial