Dawn of War 3
Editor rating
8.0
User rate
N/A
Global vote
8.0
Vote you too:
N/A
Release:
Price: € 69.99

Dawn of War 3

  • Recommended age: 3 years

Dawn of War 3 é sem dúvida um jogo de estratégia que tem influencias no passado da serie e que acabou por servir de inspiração a outros jogos de estratégia, principalmente após a saída de Dawn of War 2. Este foi um dos jogos de estratégia mais populares de todos os tempos e que reuniu uma legião de fãs incrível.

 

É certo que apesar de o numero de jogos inseridos no universo de Warhammer 40K estar em grande crescimento, a serie Dawn of War 3 continua a ser a que mais se evidência.

Dawn of War 3 está divido em duas vertentes, a campanha e o multiplayer. Em relação a Campanha, esta funciona praticamente da mesma forma que o multijogador, assim sendo acaba por ser quase como um tutorial para as partidas competitivas.

 

A campanha leva-nos a escolher entre três facções, os Space Marines, os Eldar e os Orks. A história do jogo acaba por nos fazer cruzar com todas as facções e acaba por se desenvolver mais a volta dos diálogos que acontecem antes, durante e depois das missões entre as personagens chave.

O mote de toda a historia tem a ver com o aparecimento da antiga arma dos Eldar, a Spears of Khain, que apareceu no planeta Acheron e que é cobiçada pelas três raças.

 

A campanha é composta por varias missões que são agrupadas por actos. As missões do jogo iniciam com tropas ou heróis pré-definidos e requerem que o jogador complete os objetivos específicos de forma a conquistar certos pontos chave do mapa que nos levam a salvar o herói em apuros.

Infelizmente,  parece que todas, ou quase todas, as missões requerem que o jogador construa uma base e um exército. Mas estas construções exigem dois recursos essenciais, estou a falar de “Requisition” e de “Power”. Sem estes dois recursos não podemos fazer nada. Felizmente para nós estes dois recursos são fáceis de conseguir, para isso basta capturar e defender certos pontos chave do mapa. A medida que esses recursos vão aumentando podemos construir infraestruturas de forma a podermos melhorar unidades, construir veículos e unidades especiais e mais poderosas.

 

Para além destes recursos essenciais mencionados ainda existem recursos adicionais que nos permitem invocar heróis.  Quanto maior e mais forte for o herói que vamos invocar, maiores serão os custos. Os heróis são personagens bastante importantes para que seja mais simples dominar o campo de batalha e requerem uma micro gestão acabando por funcionar quase como os personagens dos MOBAS.

 

Cada um dos heróis do jogo tem habilidades que têm de ser ativadas manualmente, enquanto outras são passivas. Se estás habilidades forem ativada na hora certa, os heróis podem mudar o rumo de uma batalha.

 

Em Dawn of War 3 também foi introduzido um novo sistema de progressão de forma a diversificar as estratégias dos jogadores. Quero com isto dizer que quanto mais os jogadores utilizarem um herói em combate, mais depressa vão progredir.

Existem ainda as “Doctrines”, estás dão origem a novas estratégias e também a uma variedade e imprevisibilidade no campo de batalha. Isso fará com que os jogadores, mesmo estando a usar a mesma facção em campo de batalha, possam usar estratégias bem diferentes.

 

Modo história…

O modo história acaba por ser exagerado no que toca as cinemáticas. O jogo tem a sua história contada através de caixas de diálogo, não entendo muito bem se essa terá sido a melhor aposta.

Existem ainda sequencias animadas de imagens, mas na minha opinião tudo teria sido muito melhor se tivessem apostado em algo como no que foibfeito em StarCraft II. A história não é nada má mas poderia ter sido melhor trabalhada, tendo em conta que tinham como base o universo de 40K que é um universo tão rico.

 

Pelo que pude ver este jogo aposta mais forte no multijogador competitivo que é onde realmente este jogo é incrível. Dito isto, posso dizer que o modo fe campanha é quase como um grande toturial onde o jogador é introduzido a jogabilidade de Dawn of War 3 e onde apresente todas as facções aos jogadores.

 

Os heróis estão muito bem desenhados e são repletos de muitos detalhes, algo que faz com que facilmente o jogador os distinga das restantes unidades de combate.

Ainda em relação ao multijogador, Dawn of War 3 pode ser jogado de varias formas, isto acontece porque o jogo tem vários mapas e modos, tem partidas de 3vs3, 2vs2 e 1vs1.

Quantos mais jogadores estão dentro de cada partida maior será o caos que vemos no ecrã e maior será a dificuldade. Para que as partidas sejam bem sucedidas é crucial que logo nos primeiros minutos se consiga dominar o mapa, isso fará com que se tenham vantagens a longo prazo. Quanto mais pontos do mapa conseguirmos controlar Mai's rapido será a evolução da nossa base.

 

Dawn of War 3 é um jogo com muita profundidade e o processo de aprendizagem é longo. À medida que forem criando unidades especializadas, as partidas ficam mais complexas. Algumas unidades de combate também têm habilidades que requerem activação, o que implica micro-gestão para obterem vantagem nas batalhas.

Cada partida pode ter a duração de cerca de 20 minutos se o adversário for fácil, mas se apanharem alguem mais experiente as partidas podem rondas entre os 30 e os 50 minutos.

 

Em Dawn of War 3 os heróis são os únicos que podem recuperar vida, desde que estejam perto da base, pelo que saber recuar é importante. Para tornar as partidas mais dramáticas, a Relic deu a todas as classes um ataque aéreo. Nos Space Marines é um lazer, nos Eldar é uma tempestade eléctrica e nos Orks é uma queda de meteoritos. Cada um destes ataques tem vários bónus para as unidades na área em redor, portanto, invocá-lo no momento certo pode alterar um rumo de uma batalha.

 

Conclusão…

Dawn of War 3 não é o tipico jogo de estratégia da velha guarda, mas apesar das influências MOBA que deram ao jogo uma estrutura mais dinâmica tanto na jogabilidade como no campo de batalha, os fãs ainda vão encontrar muito do que é um verdadeiro jogo de estrategia.

As partidas de Dawn of War 3 são bem intensas e desafiantes, a ação nunca para e o multijogador pode trazer a cada um doa gamers varias e varias horas de diversão.

A campanha do jogo é interessante, mas tal como disse acima, mais parece uma introdução ou um grande toturial para o multijogador.

 

Para finalizar posso dizer que apesar de este jogo não ser um jogo de estratégia como estava habituado (velha guarda), e apesar de todas as influencias MOBA, este jogo acaba por ser bem divertido e por trazer até aos jogadores muitas e muitas horas de diversão.

Read the review »

Media gallery
Images and videos
01
01
      Sobre Nós       Jobs       Acordo de Privacidade       Estatuto Editorial