Wolfenstein II: The New Colossus
Editor rating
9.0
User rate
9.0
Global vote
9.0
Vote you too:
N/A
Release: 27/10/17
Price: € 69.99

Wolfenstein II: The New Colossus

Genres: AVENTURA, ACÇÃO Producer: MachineGames
  • Production: MachineGames
  • Release date: 27/10/17
  • Recommended age: 16 years

Wolfenstein regressou no ano 2014 com uma aventura incrível que nos levou novamente aos tempos das velhas guerras mas com arsenal bem atual. Wolfenstein é considerado o jogo que deu origem ao gênero de tiro em primeira pessoa bem no início da década de 90.

Wolfenstein II: The New Colossus vem continuar o excelente trabalho feito no título anterior e vem dar ainda mais profundidade ao jogo.

 

Se por um lado, Wolfenstein é um jogo de ação brutal onde atiramos em Nazis sem dó nem piedade, por outro ele é uma declaração aberta contra a discriminação social e tem uma forte vertente politica a favor da igualdade de gênero e raças.

 

The New Colossus continua a aventura onde The New Order parou. Iremos estar ao comando de William Blaxkowicz que se encontra fragilizado tanto física como mentalmente por causa da guerra e se encontra bem as portas da morte.

A nova narrativa leva-nos a ver uns Estados Unidos dominados pelos Nazis, numa realidade bem alternativa em plena década de 60 onde a Alemanha ganhou a segunda guerra mundial.

 

Wolfenstein II: The New Colossus tem presente desde o primeiro instante o exagero, ele transita entre o cômico e o incômodo o que nos deixa um misto de sentimentos bem confusos, mas no bom sentido. Um dos exemplos é Blazkowicz que apos recuperar de um coma saí a expulsar do submarino recem capturado os nazis (tudo isto a base da bala de metralhadora e em cadeira de rodas).

A personagem de Wolfenstein II apesar de ser encorpado e ter um ar de durão ele acaba por ser o oposto. Este é um homem quebrado, sem esperança, melancólico e um pouco poético. Ele trata a sua armadura que lhe permite ficar de pé como se fossem umas asas emprestadas de Caroline que foi brutalmente assassinada por Irene Engel, principal vilã de Wolfenstein II: The New Colossus.

 

Mas porque é Blazkowicz um homem quebrado?

Isso remonta a sua infancia, iremos ver varias cenas em flashback durante o jogo e teremos imagens que relatam a relação com a sua mãe que era compreensiva e protetora e onde também iremos ver a relação com o seu pai, um homem abusivo e muito violento.

Podemos entender que Blazkowicz leva está guerra contra os Nazis muito a peito, ele vê esta guerra como uma luta pessoal contra o seu pai, uma figura de opressão pessoal.

 

Dentro de toda esta ficção histórica iremos ver ativistas dos direitos civis dos negros que se vão juntar a resistência de Blazkowicz. Entre as novas personagens estão também Sihrun (filha de Engel) que depois de ver tanta injustiça e dos abusos cometidos pela sua mãe acaba por se juntar ao grupo de rebeldes acabando por ae tornar um elemento chave desta história.

 

O grupo de resistência é composto pelas mais variadas personagens, um soldado brutamontes, uma ex-nazi, uma negra que é mãe,, uma grávida, um cientista judeu, um gigante deficiente mental e um viciado em LSD (Wyatt, o parceiro de Blazkowicz), além dos membros de menor escalão.

 

A narrativa tem uma estrutura linear que vai alternando entre a ação e a própria narrativa, graças as cut-cenes . Se estas não tivessem a qualidade que tem, o jogo não conseguiria transmitir a carga dramática que é suposto.

É certo que o jogo conta com muitas cut-cenes, em mais de duas dezenas de horas de jogo, creio que tive algo como duas a três horas de cut-cenes (algo que considero ser um exagero). Mas é verdade que as cut-cenes estão muito bem conseguidas, afinal de contas eu parei varias vezes para ver essas cenas cinemáticas e muitas vezes esperava ansioso pela seguinte cena para saber como iria desenvolver a história.

 

Jogabilidade…

Wolfenstein II está muito bem conseguido e recompensa o jogador a cada ação que ele executa. O jogadorcode transitar entre a descrição e a furtividade que acabará por ser recompensado na mesma. Tal como no título original, nós somos recompensados com pequenas melhorias cada vez que realizamos pequenas ações, sejam elas prudentes ou quando damos uma de Rambo e entramos a matar tudo o que mexe.

Conforme avançámos no jogo vamos desbloqueando novas habilidades, como por exemplo a capacidade de decriptar códigos que acabam por revelar a posição de comandantes Nazistas em missões que são opcionais. Muitas vezes estas missões levam-nos de volta a locais pelos quais já passamos, mas não é nada de muito maçador.

 

Mas o jogo também tem alturas menos percetíveis,  por vezes não sabemos bem o que temos de fazer, o jogo não é muito claro quanto a isso. A nossa busca pelo caminho certo jnicia-se e acabaremos por perceber que a solução esteve sempre a nossa frente. Isso caisa momentos de verdadeira frustração.

 

Conclusão…

Wolfenstein II: The New Colossus é um dos melhores shooters dos últimos anos e supera em grande os seus antecessores. Poderia falar de Bioshock Infinite, afinal de contas este foi um grande jogo, mas desde este jogo que não se via um Shooter tão bem conseguido como Wolfenstein II: The New Colossus.

Este título é também um titulo bastante polémico por causa do tema do nazismo e este tema é muitas vezes evitado pelas produtoras de jogos precisamente por ser uma espécie de maternidade do racismo.

Wolfenstein II: The New Colossus é um título muito bem conseguido e que irá deixar muitos jogadores estasiados. Será certamente um titulo a ter na colecção e que mais tarde ou mais cedo vão querer voltar a repetir.

Read the review »

Media gallery
Images and videos
01
01
      Sobre Nós       Jobs       Acordo de Privacidade       Estatuto Editorial