Diablo III
Editor rating
9.0
User rate
7.5
Global vote
8.3
Vote you too:
N/A
Release: 15-05-2012
Price: € 59.99

Diablo III

Genres: RPG, ACÇÃO Producer: Blizzard
PC
Online

Blizzard é uma das companhias mais conhecidas da indústria dos videojogos, e com o lançamento de World of Warcraft, a companhia foi catapultada para as luzes da ribalta, jogo que conseguiu conquistar mais de 10 milhões de jogadores à volta do mundo.

Depois do lançamento de Warcraft: Orcs & Humans, a companhia lançou mais um jogo para a Super Nintendo, e a partir daí começou a focar-se apenas em três dos seus IPs, WarcraftDiablo e StarCraft.

Enquanto que Warcraft e StarCraft são jogos de estratégia medievais e espaciais, Diablo é um RPG/Dungeon Crawler mais escuro, e tal como as outras duas franchises, angariou milhões de fãs à volta do mundo.

O primeiro Diablo foi lançado em finais de 1996 para o PC, e teve uma recepção fantástica, tornando-se rapidamente num jogo de culto, e sendo lançado dois anos mais tarde para a PSOne.

Lançado no ano 2000 para PCDiablo 2 foi um êxito ainda maior, oferecendo uma mecânica mais complexa, enredo e cenário melhor, juntando muitos jogadores no modo Online via Battle.net.

Diablo 3 foi anunciado em 2008 pela primeira vez, no qual a Blizzard confessou que já se encontrava em produção desde 2001, o que, a contar com o ano corrente, aponta para um tempo de produção de 10 anos.

Depois do anúncio, os fãs ficaram sedentos por uma data de lançamento, algo que não foi revelado até há uns dias atrás.

No início deste ano, a Blizzard afirmou que uma versão Beta iria estar disponível em finais de 2011, algo que aconteceu, e muitos dos jogadores que ansiavam pelo jogo, puderam experimentar pela primeira vez e antes de todos os comuns dos mortais.

A equipa do Strong Player foi convidada para experimentar a versão Beta, e irá trazer-vos maior parte dos detalhes desta versão Beta de Diablo 3.

 

Ao iniciarmos o jogo, vamos poder criar a nossa personagem, escolhendo uma classe das seis disponíveis, e partir para a cidade de New Tristram, uma cidade criada ao pé da antiga e completamente destruída, Tristram (cidade principal do primeiro Diablo, e que se encontra devastada em Diablo 2). 

New Tristram parece estar a ter problemas com uma súbita aparição de mortos vivos e eventos estranhos, por isso cabe a nossa personagem, remediar e ajudar os habitantes.

Das classes incluídas, vamos ter:Witch Doctor, que é muito semelhante ao conhecido Necromancer de 
Diablo 2, no qual ele recorre a magia negra para combater os seus inimigos, mais precisamente invocar monstros, enfeitiçar inimigos e afins; Barbarian, cujos pontos fortes centram-se na sua força física brutal para desfazer os inimigos que se cruzem no seu caminho; Wizard, mais conhecido como Sorcercer nos antigos jogos da série, no qual os seus ataques baseiam-se em invocar magias para destruir a oposição, mais precisamente electricidade, fogo, gelo, etc; Monk marca o seu regresso, em que a sua especialidade é o uso das artes marciais para infligir golpes físicos a alta velocidade, e a sua incrível agilidade, permite resistir mais dano ou até evitar armadilhas; a última classe disponível nesta versão Beta, é o Demon Hunter, uma classe que é mais como uma mistura das antigas classes Assassin e Amazon, atacando à distância e discretamente, mas com uma precisão incrível.

 

Ao começarmos o jogo com a classe escolhida, vamos dirigir-nos para a aldeia de New Tristram, aldeia esta que se encontra a ser atacada por vários Risen, ou seja mortos-vivos, e outro tipo de criaturas semelhantes.

Reparamos então no cenário nocturno de um simples trilho que nos leva à cidade, mas com um ambiente puramente sombrio e mal iluminado.

A partir do momento que começamos a nossa jornada, vamos dar de caras com a jogabilidade existente, no qual o rato será fundamental para controlarmos a nossa personagem.

Com o botão esquerdo movimentamo-la, mas se não quiserem andar a clickar constantemente para que ela se mexa, podem simplesmente manter o botão pressionado, e ela irá mover-se para o sítio apontado (o mesmo pode ser feito para os ataques).

Para atacarmos, podemos usar tanto o botão esquerdo como o direito, sendo que cada um destes, irá estar pré-definido com um ataque específico, e que podem ser escolhidos do menu Skill.

Assim que desci o caminho para encontrar a entrada de New Tristram, cruzei-me com alguns desses mortos-vivos, e apesar de graficamente estar exuberante, é possível reparar que cada um dos monstros cai e morre de uma maneira diferente, algo que ganha um ênfase ainda maior quando se escolhe outras classes, no qual ao invés de vermos monstros simplesmente a cair no chão mortos, dependendo do nosso ataque, vamos ver o cadáver a reagir de uma maneira bem realista.

Assim que chegamos à entrada de New Tristram, vamos combater contra mais um punhado de inimigos, e se conseguirmos derrotá-los rapidamente, vamos descobrir outra adição ao jogo, recompensas por matarmos inimigos rapidamente, muito semelhante ao que acontece com os FPS (ex: Double Kill, Triple Kill).

 

Ao entrarmos na cidade, vamos reparar que possui os mesmos atributos sombrios e misteriosos das cidades principais dos dois jogos anteriores, mas por de trás destes atributos perturbadores, sentimos que é um dos únicos sítios seguros do jogo, com gente boa e bem intencionada, e com todo o tipo de lojas e ferreiros prontos para nos ajudar, seja com missões ou na venda de items preciosos para o nosso caminho.

Depois de chegarmos à cidade, vamos receber a nossa primeira missão, e de uma mulher que nos pede para encontrar uma personagem de nome Deckard Cain, um já reincidente dos jogos Diablo.

A nossa procurar irá levar-nos um enorme terreno com casas abandonadas, que apesar de mórbido, encontra-se bastante animado, com corvos a mastigar nos corpos, e grupos de Risen a comerem um só corpo.

Outro aspecto interessante foi a possibilidade de podermos entrar nalgumas das caves existentes, que apesar de bastante pequenas, possuem inimigos e algum loot.

Como já era de esperar também, após matarmos o que quer que seja, o loot irá cair para o chão, para que possamos apanhá-lo. Podemos apanhar loot também de cadáveres, raízes de árvores secas e afins.

A nossa primeira, e das únicas dungeons desta versão Beta, é uma catedral gigantesca que se situa perto de Old Tristram, catedral esta que possui vários pisos, todo o tipo de inimigos para derrotarmos, e que se encontra muito bem detalhada. Para matarmos os nossos inimigos dentro desta catedral, não vamos precisar apenas de tirar partido da nossa arma, sendo que esta infraestrutura encontra-se munida de todo o tipo de armadilhas e zonas a sucumbir à destruição, prontas para serem usadas para nosso proveito. Por isso, poderão encontrar, paredes destruídas que se encontram a ser suportadas por simples madeiras, ou então candeeiros de vela clássicos, prontos a caírem na cabeça do nosso inimigo.

 

A apresentação encontrada nesta versão Beta, não foge muito ao que pode ser visto em Diablo 2 no que toca ao tema, mas encontra-se altamente melhorada não só na acessibilidade, mas também no desempenho gráfico. Por isso, esperem uma interface principal, composta pela bola cheia de líquido vermelho que demonstra oHP da personagem, e ao contrário do que podia ser visto nos jogos anteriores, vamos poder encontrar uma ou mais bolas do lado direito (dependendo da classe que escolhermos), que demonstram os atributos que poderemos gastar para efectuar ataques especiais. Na zona central, vamos ter a típica grelha horizontal que irá conter os skills ou items, para serem usadas tanto pelo rato, como pelas teclas numerais do nosso teclado. Tal como em Diablo 2, os restantes menus como, Inventoryou Skill, estão também muito acessíveis, e intuitivos, algo que irá agradar não só os veteranos, mas também os novos jogadores. Por último, temos um mini mapa na zona superior direita do ecrã, e em baixo deste, as missões que estão a ser feitas no momento.

Diablo 3 está a compor-se de uma maneira positiva, e se se manter tão intuitivo e viciante como foi a versão Beta, poderá ser um dos melhores RPGs do ano. Graficamente encontra-se bastante sombrio e arrepiante, um autêntico elogio aos jogos anteriores da série, e os pequenos toques que recebeu desta geração, ajudam e muito a fazer com que o jogador se sinta atento e desconfortável com o cenário.

Veremos como está Diablo 3, quando sair no início de 2012.

      Sobre Nós       Jobs       Acordo de Privacidade       Estatuto Editorial