I Am Alive
Editor rating
8.0
User rate
8.5
Global vote
8.3
Vote you too:
N/A
Release: 7/3/2012
Price: € 14.99

I Am Alive

Genres: ACÇÃO Producer: Ubisoft

I Am Alive é um jogo que esteve no limbo da produção durante algum tempo já, tendo sido anunciado em 2008 na E3 pelaUbisoft, onde a produção do jogo ficou a cargo de uma companhia chamada Darkworks, companhia esta que esteve responsável por jogos comoAlone in the Dark: The New Nightmare e Tom Clancy’s Ghost Recon Advanced Warfighter para a PS2. Infelizmente a companhia teve de deixar a produção do jogo via um acordo mútuo com a Ubisoft, e a produção do título passou para a Ubisoft Paris. Os adiamentos não pararam de aumentar, tendo o lançamento do jogo sido apontado para final de 2010, mas que nunca viria a luz do dia nessa altura. Só recentemente é que a Ubisoft anunciou uma data de lançamento oficial, e com o passar do tempo, a redacção da Strong Player recebeu a versão preview deste jogo que irá ser lançado no Xbox Live Arcade e PSN.

 

Em I Am Alive vamos conhecer uma personagem que tenta sobreviver na cidade ficcional deHaventon na América, numa altura em que o planeta terra sofreu um cataclismo tão grande, que o tornou quase inabitável.
Nesta cidade, os perigos mortais que os esperam não são seres super naturais nem nada parecido, mas a própria natureza em si, onde os ambientes desolados podem proporcionar uma morte rápida ao jogador, com estradas, pontes e edifícios completamente destruídos, e onde maior parte dos restantes seres humanos tornaram-se totalmente hostis a qualquer intrusão.
Esta personagem terá de combater todos estes perigos para conseguir encontrar aqueles que mais ama, a sua mulher e filha.

Numa apreciação rápida, e se tivesse que aconselhar alguém a jogo, tentaria explicar que o jogo faz uma estranha mistura entreUncharted e Fallout (sem os mutantes e afins), dando alguns aspectos únicos que se tornam muito importantes pelo jogo fora.

Neste jogo, o nosso enfoque centra-se na sobrevivência, por isso, o aspecto chave do jogo, está na maneira em que temos cuidado dos recursos que possuímos, onde a gestão destes mesmos é fundamental, como por exemplo, usar balas da nossa arma em casos mais complicados.

Uma das características mais interessantes deste jogo, é a interacção que temos com os seres humanos hostis, ou seja, quando chegamos ao pé de alguém, ou de um grupo de pessoas, normalmente estes estão armados, quer com uma arma branca, como uma de fogo.

Ao chegarmos ao pé dessa/s pessoa/s, a nossa personagem mostra as mãos para mostrar que não quer arranjar problemas, e a partir daí podemos escolher puxar da nossa pistola, esperar que ele se aproxime para podermos dar uma facada, ou então se for portador de uma arma branca, podemos usar a nossa arma - com ou sem munições - para intimidá-lo. Não corram no erro de disparar com a arma vazia, que somos prontamente atacados. Quando o número de pessoas hostis aumenta, aí é necessário estipular uma estratégia para sobreviver, como disparar rapidamente contra quem tem armas de fogo, para evitar levar tiros. Quando não estamos a lutar pela sobrevivência contra outras pessoas, estamos a desempenhar uma determinada missão, explorando o ambiente desolado que nos rodeia. Neste ambiente precisamos de ter muito cuidado, não só pelas quedas, mas também por outros perigos naturais como tempestades de areia muito fortes e tóxicas.

A apresentação possui uma característica muito própria, mas nesta versão ainda em desenvolvimento, preciso de algum trabalho.
Para obrigar o jogador a explorar o cenário envolvente, mas também para torná-lo mais cauteloso, vamos ter uma cortina de fumos e areias que impossibilitam que vejamos a 100% na direcção desejada.
As nossa aventuras não se vão desenrolar única e exclusivamente na rua, sendo que haverão várias ocasiões em que precisaremos de trepar edifícios, e tudo isto para chegar a um certo objectivo.
Mesmo assim, este ambiente pesado não consegue disfarçar alguns problemas em texturas, bem como a qualidade das expressões faciais das personagens.
Os cenários em si estão muito credíveis, e bem construídos.
O trabalho sonoro cumpre bem o seu papel, e as actuações de voz estão simples mas consistentes.

 

Apesar de ser um jogo para download, I Am Alive é uma experiência bastante interessante, que apenas peca na qualidade visual, mas que possui o calibre para se safar como um bom jogo deste ano.

      Sobre Nós       Jobs       Acordo de Privacidade       Estatuto Editorial