Portal 2
Editor rating
10
User rate
7.1
Global vote
8.5
Vote you too:
N/A
Release: 1/10/2010
Price: € 59.00

Portal 2

Genres: PLATAFORMAS Producer: Valve Software
Pro
  • Excelentes diálogos entre os dois personagens principais do jogo.
  • História divertida e muito engraçada.
  • Legendas em português que facilitarão a compreensão dos rápidos diálogos.
  • Jogo criativo que exige o pensamento do jogador.
  • Conexão com o Steam faz o modo cooperativo ser muito divertido.
Con
  • O jogo possui muitos “loading” não massam mas moem, .
  • Falta de ranking on-line para estimular a competição.

 

 

Portal 2 é o mais recente lançamento da Valve, conhecida por jogos como Half Life e Team Fortness, para PlayStation 3 e demais plataformas, mas que agradará muito os donos do console japonês. Confira a nossa análise e descubra porque Portal 2 é tão divertido e inovador.

Desde o anúncio do lançamento do jogo para o console da Sony, a Valve deixou claro que oPlayStation 3 seria o console líder no desenvolvimento do jogo e que nele o jogo seria muito melhor. Durante meses poucos acreditavam nesta promessa, mas o resultado é incrível e supera todas as expectativas. Como todos já devem saber, a Valve é a dona do Steam, a mais famosa ferramenta de distribuição de jogos em computadores e o primeiro ponto forte de Portal 2 está justamente na utilização do Steam no console.

Portal 2 é o primeiro jogo da história a possuir o cross-plataform, que pode ser traduzido para “plataformas cruzadas”. Este sistema permite que jogadores do PlayStation 3 realizem partidas on-line com jogadores do computador, ambos conectados através do Steam. E para agradar ainda mais os donos do console da Sony, o jogo acompanha um código promocional que dá direito ao detentor deste código baixar a versão completa de Portal 2 para PC ou Mac.

Mas Portal 2 é muito mais do que um jogo inovador no modo multiplayer, o jogo faz parte de um seletogrupo de jogos extremamente originais que criam novos padrões para os jogadores. Podemos considerá-lo um FPS, não first person shooter (jogo de tiro em primeira pessoa) mas sim first person strategy (jogo de estratégia em primeira pessoa), que irá provocar a mente do jogador e a sua inteligência para completar dezenas de quebra-cabeças.

Em Portal 2 você possui uma arma capaz de criar “portais” que irão auxiliá-lo na superação dos desafios trazidos pelo jogo, simples não? Na verdade não! O jogo possui uma boa curva de aprendizagem, onde no começo você será pouco desafiado e estará apenas se habituando com a tecnologia por trás do jogo, mas conforme os capítulos passam você começará a sentir mais dificuldades para solucionar os desafios.

O mais interessante é que para cada jogador os desafios são encarados de formas diferentes, enquanto para uma pessoa a resposta de um desafio pode parecer óbvia e simples, para outra pessoa poderá ser extremamente complicada. Mas a Valve conseguiu criar desafios equilibrados, que dispensam a necessidade de explicações na tela e exigem a intuição e inteligência do jogador. O melhor de tudo é a sensação de satisfação após um desafio concluído.

Mas você deve se perguntar como funcionam estes desafios, o jogo não possui uma história? Sim, possui uma história e em todos os momentos você estará sendo desafiado. Seu personagem se chama Chell, uma prisioneira do laboratório de testes Aperture Science que se vê livre após o auxílio de um robô chamado Wheatley, mas a sua liberdade dura pouco e após uma tentativa de fuga frustrada você volta a ser prisioneira de GLaDOS, a inteligência artificial responsável pelo controle de todo o laboratório.

GLaDOS e Wheatley: Diversão garantida!

GLaDOS e Wheatley: Diversão garantida!

Wheatley é um robô extremamente divertido e será ele o responsável por seu aprendizado no mundo dePortal 2, com um senso de humor único ele será capaz de arrancar muitas risadas do jogador durante a primeira metade do jogo. Já GLaDOS é uma inteligência artificial extremamente cruel e vingativa mas que também torna-se engraçada devido sua excelente interpretação, GLaDOS é fanática por testes e é ai que os desafios começam pois como prisioneira você deverá solucionar os testes criados por ela para o resto de sua vida. Os diálogos com Wheatley e GLaDOS são tão divertidos e engraçados que você simplesmente não avançará no jogo para ouvir o que o robô e a inteligência artificial têm a dizer.

A história sofrerá várias reviravoltas e durante cerca de 9 horas prenderá o jogador até os minutos finais, ao ler as primeiras análises não conseguia entender os jornalistas falando que ao colocar Portal 2 noPlayStation 3 você corre sérios riscos de não tirar mais o jogo do leitor, agora eu entendo. O enredo é brilhante e os personagens extremamente carismáticos, além disso o jogo irá fazer você utilizar seu cérebro ao máximo.

Apesar do PlayStation 3 ter sido a plataforma principal no desenvolvimento de Portal 2 e dos gráficos estarem superiores no console da Sony quando comparado ao console da Microsoft, o jogo é multi plataforma e por este motivo não utiliza todo o potencial que o PlayStation 3 oferece.

Mas não fique triste, os gráficos são ótimos. O que mais chama a atenção são os cenários criados pelaValve onde toda a história se passa, os efeitos de destruição dos laboratórios sendo dominados pela natureza ou mesmo os imponentes cenários cheio de detalhes do final do jogo mostrando os bastidores do laboratório agradam os olhos. Entretanto Portal 2 não é um jogo de tiro com milhares de explosões e sangue voando para todos os lados e por isso existem poucos efeitos especiais.

Como havia falado anteriormente, Portal 2 não possui explosões, tiros ou granadas, é um jogo relativamente silencioso para o jogador se concentrar nos desafios. A trilha sonora consegue ambientar o personagem dentro de cada situação e empolga nos momentos que deve empolgar, mas o principal destaque do quesito “som” e também do jogo é a atuação de Wheatley e GLaDOS.

Wheatley, dublado por Stephen Merchant, e GLaDOS, dublada por Ellen McLain, conseguem transmitir de forma natural e engraçada todos os excelentes diálogos do jogo. Enquanto Wheatley é confuso e atrapalhado, repetindo falas e ficando nervoso com qualquer acontecimento, GLaDOS consegue ser  sutile cruel ao mesmo tempo em todos os diálogos com Chell. Abaixo podemos ver dois exemplos de diálogos, um de cada personagem, que mostram um pouco da personalidade de cada um. (Atenção: Spoilers)

Para ter sucesso em Portal 2 você deverá ser mais do que apenas inteligente, você precisará dosar uma pitada de sorte e outra pitada de conhecimento de todos os elementos disponíveis no jogo que o auxiliarão em cada desafio. Você poderá utilizar caixas para apertar botões, um gel especial azul que quando colocado no chão faz com que você pule mais alto, um gel especial laranja que quando colocado no chão o torna mais veloz, um gel especial branco capaz de criar portais, ondas que farão você flutuar, lazers, luzes que se tornarão pontes ou escudos, entre outros. Além disso você deverá conhecer todas as possibilidades que da arma criadora de portais.

Os controles são simples, em poucos minutos você sabe o que cada um dos quatro botões utilizados pelo jogo faz, o grande porém é saber como utilizá-los. Você precisará estudar cada cenário e ser preciso em todos os seus movimentos para obter sucesso.

O principal destaque do modo on-line do jogo vai para o cross-plataform disponível entre PlayStation 3e PC/Mac, graças a utilização do Steam. Para quem estava com dúvidas de como o Steam funcionaria doPlayStation 3 e se seria um bom serviço, fique tranqüilo, a Valve fez um ótimo trabalho.

Em qualquer momento do jogo ao apertar o botão Select a dashboard do Steam aparece, muito similar com o funcionamento da XMB do PlayStation 3, e nela podemos onferir os nossos amigos (enviar mensagens, convidar para partidas cooperativas, etc..), as nossas conquistas do Steam (iquais aos troféus da PlayStation Network) e ver as principais notícias do Steam (elas são abertas no navegador doPlayStation 3 e por isso é necessário sair do jogo - o processo é feito automaticamente).

Aprender a utilizar o Steam exige poucos minutos e ao ver o que ele é capaz abre um sorriso em todos os donos do PlayStation 3. O modo on-line de Portal 2 foi concebido para jogar entre amigos, visto que ao procurar uma sala “publica” para jogar, o próprio jogo recomenda diversas vezes que você jogue com um amigo pois será muito mais divertido, e ele está certo. Independentemente se seu amigo estiver noPlayStation 3 ou no PC/Mac dele vocês poderão jogar o modo história juntos.

Diferentemente do modo história, que realmente possui uma história com diversos personagens, no modo cooperativo o jogo foca apenas em salas com quebra-cabeças. Estas salas possuem desafios maiores do que no modo single player o que exige uma comunicação muito boa entre os jogadores. Esta comunicação pode ser feita de duas formas:

  • A primeira é através de um headset, que é a melhor e mais recomendada forma de se jogarcooperativamente;
  • A segunda é utilizando os comandos de identificação disponíveis no jogo. A Valve pensou que muitos jogadores podem não possuir um headset e por isso criou um sistema onde os jogadores conseguem se comunicar com sinais, indicando o posicionamento de cada um, criando contadores para que botões sejam pressionados simultaneamente, entre outros. Apesar de não ser tão intuitivo jogar utilizando tais comandos, eles fazem um ótimo trabalho.

Ainda focando na diversão, no modo cooperativo ainda é possível realizar diversas brincadeiras com seus amigos, como criar um portal “infinito” onde ele sempre ficará caindo.

O modo on-line de Portal 2 torna o jogo mais completo, mas achamos que neste modo o jogo poderia ter criado mais desafios. Enquanto o jogo single player possui uma duração de 9 horas, o cooperativo possui apenas 4 horas.

Portal 2 é um jogo único que agradará todos os jogadores que buscam diversão, boas risadas e ótimosdesafios. A história é muito bem escrita, os personagens são muito carismáticos e os diálogos extremamente engraçados, os cenários são detalhados e a trilha sonora empolgante. O modo cooperativo também é ótimo, idealizado para amigos jogarem juntos, buscando acima de tudo a diversão de ambos. Para completar a Valve adicionou o Steam no jogo, tornando-o ainda mais interativo e completo.

É o tipo de jogo que não cansa, que sempre trará desafios e diversão ao jogador, além de exigir do seu cérebro o que nenhum outro jogo é capaz. Em um cenário onde temos dezenas de jogos de tiro repetindo a mesma fórmula, Portal 2 se destaca por ser diferente.

      Sobre Nós       Jobs       Acordo de Privacidade       Estatuto Editorial