Plants vs Zombies
Editor rating
8.0
User rate
7.9
Global vote
7.9
Vote you too:
N/A
Release: 5-5-2009
Price: € 15.00

Plants vs Zombies

Genres: ACÇÃO Producer: Pop Cap

Este mês estava com enormes dificuldades em descobrir um videojogo que respeitasse o espirito de união e familiaridade que é a época de Natal. Dei voltas e voltas a pensar “qual é o jogo simples e viciante o suficiente para juntar toda a familia em frente a um computador este Natal?!”, e este pensamento não me saia da cabeça, e isto tudo enquanto jogava Plants vs Zombies! A realidade é que o grau de vicio deste videojogo é tão grande que me estava a toldar o pensamento não me deixando ver que a resposta estava mesmo à frente dos meus olhos.

Agora certamente estão a pensar “Mas o que é que Plants vs Zombies tem de natalicio?!”, é uma óptima questão e a resposta é muito simples “Absolutamente Nada! Mas é simples o suficiente para qualquer pessoa num agregado familiar jogar, é passivel de competições, extremamente viciante e deixa qualquer pessoa com um sorriso na cara, portanto, não é natalicio, mas está definitivamente dentro do espirito da época”, ou de qualquer época.

 

Como certamente já perceberam o Retirado do Baú deste mês é o Plants vs Zombies, um videojogo da prestigiada PopCap Games, empresa especialista na criação de videojogos casuais, responsável por títulos como Zuma e Bejeweled. Saiu em meados de 2009 inicialmente para PC Windows e Mac, contudo actualmente já se encontra para iPhone, iPad, Nintendo DS, XBLA e PSN, bem como na web. O seu preço varia de acordo com a plataforma mas rondará num montante entre os 20,00€ e os 15,00€.

 

Plants vs Zombies conta-nos a simples história de zombies que estão a emirgir das campas com o intuito de comer os cerebros aos humanos, sendo que a nossa única defesa são as nossas combatentes plantas que têm um jardim para evitar a entrada dos zombies em nossa casa. Mas se contam com um videojogo sério e carregado de sangue como esta temática normalmente nos presenteia, desenganem-se, Plants vs Zombies aborda a história de uma forma cómica, divertida e cheia de cor , com muitas alusões criativas, como a presença de Michael Jackson no videoclip do Thriller ou ao Mortal Kombat.

Para melhor entendermos o Plants vs Zombies, este tem uma mecância de jogo conhecida como Tower Defense, em que temos de colocar as plantas (existe uma enorme variedade) em cada quadrado (vertical e horizontal) correspondente do jardim, vaso ou água de forma a não permitir a evolução dos zombies até à entrada da nossa casa.
Existem diferentes tipos de plantas, com propósitos singulares, algumas servem para atacar os zombies com por exemplo bolas verdes, manteigas ou melâncias, outras servem para nos defender no sentido de adiar ao máximo a evolução dos zombies dando tempo para as plantas de ataque fazerem o seu trabalho, ou até mesmo o famoso girassol que nos dá raios de sol, que neste videojogo são o “dinheiro” que nos permite adquirir novas plantas para tornar o nosso jardim um espaço mais seguro, isto tudo em terra, água ou telhado.
Apesar da sua mecânica simplista, este não é um videojogo livre de estratégia, longe disso, cada nível obriga-nos a fazer uso do cérebro no sentido de entender qual a melhor abordagem a ter para passar à próxima etapa.
Esta dificuldade surge, também, pela enorme diversidade de zombies existentes, com capacidade únicas que vão um pouco mais além do comum roedor que nos dificultam bastante a tarefa, como por exemplo a  força, resistência e velocidade fora do comum do jogador de futebol americano, ou até mesmo uns zombies que fazem bungee-jumping e nos levam uma planta do jardim em que pouco podemos fazer para o evitar.
É  de notar que existe sempre pelo menos um tipo de planta capaz de acabar com um zombie, dai a importância na escolha dos elementos certos para cada nível.
Toda esta mecânica de jogo surge-nos a uma velocidade vibrante, dentro de uns bons gráficos coloridos e cartoonescos, bem como com uma jogabilidade excelente e simples que nos cativa desde o primeiro minuto. Excelente!

Outros factor positivo de Plants vs Zombies é a sua longevidade, sendo que conta com cerca de 50 níveis no modo de campanha, que à medida que se vai evoluindo dá-nos acesso a novos modos de jogo como os 20 Mini-Games, em que temos de matar os zombies de forma diferente da mecânica comum, como por exemplo dentro do sistema de jogo do Bejeweled, o modo Puzzle constituido por 20 niveis, sendo 10 temos de quebrar uns vasos que nos vão dando plantas ou libertam zombies, em que depois temos de utilizar a melhor estratégia para defender o nosso terreno, e outros 10 que se inverte o processo inicial e temos o controlo do zombies e o nosso objectivo é precisamente comer todas as plantas de forma a chegarmos aos cerebros que nos permitem vencer este modo de jogo.
Por fim, ainda temos os 11 níveis do modo Survivor, em que temos uma mecânica igual ao modo campanha, mas com níveis bem mais longos divididos por 5 etapas sequenciais e com bem mais zombies para matar.
Não podemos deixar de referenciar o jardim Zen, que não é propriamente um modo de jogo, mas que nos ajuda a ganhar moedas que nos dão dinheiro para ir á traseira do carro comprar novas plantas exclusivas para utilizar durante os diferentes modos de jogo.

 

Em suma, Plants vs Zombies é um videojogo extremamente viciante, estratégico e apesar da sua simplicidade funcional tem um grau de dificuldade bastante aceitável e variadissimos modos de jogo que por si só nos garantem que é uma boa aposta para este Natal ou em qualquer altura do ano.
Mas alerto, quando estiverem a jogar no dia 25, usem o cerébro antes que os zombies o comam
.

      Sobre Nós       Jobs       Acordo de Privacidade       Estatuto Editorial