REVIEW – Bless Unleashed

REVIEW – Bless Unleashed

Janeiro 25, 2021 Não Por Perplera

Bless Unleashed é um jogo desenvolvido pela Round 8 Studio e pela NEOWIZ e podemos dizer que é uma espécie de uma reinicialização do título Bless Online que está agora extinto. Bless Unleashed é um MMORPG gratuito que permite aos jogadores aventurarem-se por várias cidades do mundo que deixa os jogadores com vontade de explorar mais e mais. Infelizmente conforme vamos explorando vamos percebendo que o jogo é bastante repetitivo. Não posso dizer que o jogo é mau, mas infelizmente erra em muitos pontos. Bless Unleashed até pode ser melhor que o seu antecessor, mas infelizmente não é o suficiente.

O jogador vai estar na pele de Pyreborn, um herói que tem como função destruir uma deusa maléfica e assim salvar o mundo, a premissa não é nada original mas serve para dar um mote à história do jogo. O jogo conta com personagens interessantes que iremos conhecer no decorrer da nossa aventura e nos fará conhecer as suas histórias.

O mundo de Bless Unleashed espetacular e digno de ser visto por todos os jogadores. Quando cheguei à cidade de Sperios veio-me logo à mente os canais de Amesterdão com os seus edifícios altos que pareciam nascer da água. A nível visual o jogo está bem conseguido apesar de estar pouco polido, mesmo assim faz os jogadores quererem saber um pouco mais sobre este mundo de Bless Unleashed.

Gráficos e Som…

Tal como já disse acima o jogo Bless Unleashed está muito mal polido acabando por parecer mais um jogo amador com uma história pouco interessante.

Bless tem bastantes coisas boas como por exemplo a construção de mundos, o design (apesar de pouco polido) e até mesmo o som do jogo. Mas infelizmente no que toca a jogabilidade, esta consegue ser frustrante.

As trilhas sonoras do jogo são bastante interessantes e correspondem ao tipo de jogo que estamos a jogar. 

 

Jogabilidade…

Em relação ao sistema de combate a tarefa é bem difícil, e tendo em conta que este jogo é um MMO onde o combate é o ponto onde o jogador vai gastar a maior parte do seu tempo, não deveria ser tão difícil derrotar os inimigos do jogo. Imaginem vocês se em World of WarCraft derrotar um inimigo fosse tão difícil como em Resident Evil… Mas agora imaginem dezenas de inimigos em simultâneo todos com a mesma dificuldade, quero acreditar que seria algo quase impossível de se fazer.

O combate é baseado num sistema de combinação onde fazemos vários ataques num padrão pré-definido para causar o máximo de dano possível. Não posso dizer que é um jogo fluido com Black Deserto ou WOW, eu diria que é mais um jogo pouco flexível onde apertamos desenfreadamente o R1 e R2 numa sequência e depois voltamos a repetir tudo.

Mas se acham que tudo isto é mau posso dizer que este jogo tem um dos piores atrasos de início de combo que alguma vez tive de testar. Quando terminamos um ataque e iniciamos outro, parece que o jogo não consegue processar toda a informação e acaba por saltar etapas ou quando nós terminamos a nossa sequência de botões a nossa personagem ainda está a meio da execução. Imaginem a dificuldade contra inimigos mais fracos, que devido ao atraso no processamento por vezes não saem como queremos, e imaginem como será lutar contra os Bosses.

Algo que faz parte de um bom MMO é o grinding, mas em Bless Unleashed isso não é assim, eu diria que o sistema de grinding deste jogo desanima os jogadores mais habituados a estas andanças. 

Para além de a ação do jogo ser feita por níveis, esta também é por experiência de forma a aumentar as habilidades e os equipamentos. Eu diria que neste jogo os equipamentos do personagem acabam por ser mais importantes do que o nível real da nossa personagem. O problema é que por vezes estar no nível do conteúdo mas ter uma pontuação baixa de equipamento impede o jogador de ganhar equipamento superior ao que já tem equipado. em muitas ocasiões daí por mim a lutar contra bosses mundiais onde temos ajuda de outros jogadores online só para conseguir um equipamento um pouco melhor o que nem sempre acontecia.

Tal como disse acima o jogo conta com umas moedas que são chamadas de Star Seeds e que são a única moeda que o jogador poderá usar no mercado. Nos mercados o jogador vai poder comprar e vender itens a outros jogadores. infelizmente o ouro arrecadado no jogo parece inútil pois a sua utilidade é quase nula.

Uma das coisas que gostei mais em Bless foram a quantidade de atividades diárias que temos para fazer.

Outra atividade que fará com que os jogadores se mantenham ocupados é o combate contra chefes mundiais, bom para subir de nível e para obter algumas recompensas. 

Mas por vezes o jogo torna-se bastante frustrante, principalmente quando passamos dezenas de horas a jogar para completar missões e receber recompensas e essas recompensas não estão à altura da nossa evolução.

Conclusão…

Após várias horas de review, eu gostava que Bless Unleashed fosse um jogo top, até porque as ideias são boas mas a execução é que falha. certamente foram as delícias de muitos jogadores. A exploração é bastante interessante e o jogo faz com que o jogador queira saber mais sobre o local onde está. Infelizmente, como este jogo não tem um polimento acaba por decepcionar, apresentando-nos um combate lento e uma evolução difícil com recompensas que não estão à altura da nossa evolução.

Tenho a esperança que algumas atualizações possam melhorar a jogabilidade e o nivelamento de recompensas, isso iria certamente trazer mais jogadores para este título.

Este jogo teve demasiada pressa em ser lançado acabando por se mostrar um desastre que tem de ser resolvido o quanto antes.

Nota 8/10

Positivo
  • A construção do mundo é intrigante.
  • Personagens memoráveis.
Negativo
  • Combate sem inspiração e lento.
  • O jogo não está polido.
  • Recompensas do jogo nem sempre tornam o jogo gratificante.