REVIEW – DIRT 5

REVIEW – DIRT 5

Novembro 12, 2020 Não Por Perplera

Quando DIRT 5 foi anunciado eu fiquei sem saber se seria uma evolução da franquia ou um novo capítulo que iria marcar a diferença. Apesar de parecer o nosso já conhecido DIRT de outros tempos ele apresenta-se bastante colorido e divertido, mas acho que o que eu não estava à espera era de ver uma mistura de vários jogos de carros presentes em DIRT 5.

Este jogo foi desenvolvido pela Codemasters e ao que me parece tenta ser diferente dos anteriores jogos da franquia acabando por buscar inspiração noutros jogos de corrida.

Apesar de ter como nome DIRT 5 este jogo é bastante diferente dos anteriores jogos da franquia que iniciou em 1998. Para quem não sabe esta franquia iniciou com o nome Colin McRae Rally, e daí para a frente foram cerca de 15 jogos que traziam o nome de um dos maiores pilotos de Rally de todos os tempos. Após a morte do piloto o jogo passou a chamar-se DIRT Rally, uma homenagem ao piloto e a um dos seus hobbies preferidos que era o Rally de espetáculo. Os primeiros três títulos de DIRT eram focados mais no realismo das corridas de Rally, já o quarto título de DIRT chegou a ser ou meio-termo por causa do seu gameplay onde tínhamos de bater o melhor tempo da pista ao invés de correr com outros pilotos na mesma pista.

Em relação ao DIRT 5 a ideia com que eu fiquei foi que criaram uma espécie de Frankenstein dos videojogos de corrida. Este jogo parece ter inspirações em Forza Horizon, Need for Speed e também tem um pouco da própria franquia DIRT.

Quando me refiro a ter um pouco daquilo que vemos outro jogos de corrida refiro-me ao facto de os cenários serem muito ao estilo do que vemos em Forza Horizon. É claro que temos menos efeitos não temos um mundo aberto mas a nível visual faz lembrar muito este jogo. No que toca a gameplay este jogo faz-me lembrar muito Need for Speed e a própria franquia DIRT. O jogo tem uma jogabilidade simples com curvas que podem ser realizadas com alguma facilidade na maioria das vezes e por vezes os travões dos nossos carros funcionam de uma forma milagrosa fazendo-nos perder velocidade quase que instantaneamente sendo assim possível fazer as curvas e os drift com mais facilidade.

É certo que o jogo contém níveis de dificuldade que podem tornar as coisas um pouco mais difíceis mas no geral o jogo está bem fácil, Assim sendo o conselho para jogadores com mais experiência é colocar logo o jogo no modo difícil ou muito difícil.

Gráficos e Som…

DIRT 5 tem a imagem de DIRT mas a nível visual ele parece muito com Forza Horizon, não é que isso seja mau mas será inevitável que os jogadores olhem para o jogo e não se recordem de outro jogo pertencente a outra produtora. De qualquer das formas o jogo está lindíssimo e não vejo mal nenhum em aprender com o que outras produtoras já fizeram de bom. Em relação às trilhas sonoras estas são bastante boas e envolventes fazendo com que os jogadores sintam a adrenalina da corrida. Acho sinceramente que no que toca a trilhas sonoras a desenvolvedora fez uma excelente escolha dos títulos que iria integrar no jogo.

Modos de jogo…

DIRT 5 conta com alguns modos de jog, o que é bastante interessante para que o jogador possa ter mais opções. A Codmasters tem apostado no formato carreira nos seus jogos mas ao que parece eles necessitam mudar um pouco esse modo carreira pois DIRT 5 tem um sistema de modo carreira muito idêntico a DIRT 4 e GRID algo que acaba por não ser muito apelativo. Eu diria até que no que toca ao modo carreira a Codemasters tem quase todos os seus jogos de corridas com o modo carreira idêntico ao que nos apresenta neste jogo. Creio que o único jogo que a produtora tem que conta com o formato diferente será o da F1 que espelha a competição da vida real.

Ainda em relação DIRT 5 e ao seu modo carreira nós temos uma espécie de podcast a funcionar em paralelo com as corridas onde podemos ouvir vários diálogos onde ouvmos as vozes de Nolan North e Troy Baker.

Ainda para terminar de falar sobre o modo carreira este tem apenas corridas e só isso, dentro das corridas temos pequenos objetivos a cumprir mas que na realidade acabam por não fazer tanta diferença assim no nosso percurso.

Dentro dos modos de jogo temos ainda o Modo multiplayer, o party-time e ainda o Playgrounds. 

O multiplayer é o modo em que podemos jogar com outros jogadores ao redor do mundo sendo assim uma versão mais competitiva com jogadores reais. Em relação ao modo de party-time ou mais conhecido como arcade podemos jogar contra bots ou então podemos jogar contra amigos numa sessão local até quatro jogadores.

Em relação ao modo Playgrounds, este é um modo bem diferente que nos remete para o outro jogo conhecido pelo público. Estou a falar de TrackMania, o jogo da Ubisoft que nos dá a liberdade de criar as nossas próprias pistas de uma forma insana e desafiadora não só para nós mas também para os jogadores ao redor do mundo.

Podemos dizer que DIRT 5 dá um passo gigante nesse sentido e para ser sincero é o modo bastante divertido que ir a tomar horas e horas dos jogadores em criações alucinantes.

Tive a oportunidade de poder jogar algumas pistas criadas por outros jogadores e foi incrivelmente divertido correr em pistas saídas da cabeça de gente completamente insana.

Conclusão…

DIRT 5 é o novo jogo da Codemasters e apesar de inicialmente nos parecer uma mistura de vários jogos este continua a ser o DIRT que os fãs adoram. Apesar de inicialmente o jogo não parecer ter personalidade, conforme vamos avançando no jogo acabamos por ficar convencidos com a jogabilidade e com tudo ao redor de DIRT 5. O jogo conta com uma jogabilidade fácil, uma diversidade de pistas incrível, uma coleção de carros espetacular e ainda com uma transição climática bem interessante. Não posso dizer que DIRT 5 e inovador mas o conjunto de ideias faz com que este jogo seja consistente e agrada à grande maioria dos jogadores. Um jogo que fará os jogadores ficarem agarrados durante várias horas e que nos faz querer disputar o lugar na tabela mundial no seu modo multiplayer.

 

NOTA 9/10

Positivo
  • Um dos melhores arcade dos últimos anos.
  • Vários modos de jogo.
  • Multiplayer local até quatro jogadores.
Negativo
  • O potencial gráfico será mais relevante nas consolas de nova geração.