REVIEW – Enlisted (PS5)

REVIEW – Enlisted (PS5)

Abril 18, 2021 Não Por Perplera

Enlisted foi desenvolvido pelo estúdio russo Darkflow Software e publicado pela editora russa Gaijin Entertainment.

Enlisted é uma tentativa de trazer à vida um jogo de tiro em primeira pessoa em plena Segunda Guerra Mundial.

Enlisted passa-se na Segunda Guerra Mundial e podemos escolher entre duas facções para jogar no modo multiplayer, Alemanha e União Soviética. No menu do jogo podemos escolher o nosso lado nesta guerra e selecionar os diferentes esquadrões que usaremos no jogo, selecionar as melhorias que podemos aplicar aos nossos esquadrões assim que ganharem experiência e uma seção de logística onde recrutar soldados e obter novas armas para os equipar.

Eu diria que este jogo se distingue pelo realismo vindo das entranhas, o jogador é responsável por um esquadrão ou veículo, e a ideia é  conseguir manter pontos que são definidos e matar inimigos. Quando falei no realismo referia-me à qualidade do combate, os tanques são muito poderosos (como é  suposto), mas são bastante difíceis de controlar apesar de acertarem os soldados com um tiro.

Gráficos…

Não posso dizer que o jogo está perfeito,  pelo contrário, ele tem muito a ser polido e resolvido. Um dos problemas que mais reparei foi que os arbustos desaparecem ao olhá-los na mira, o que torna possível matar inimigos que não deveriam ser visíveis. O jogo também não parece ter uma defesa contra tanques que não seja ‘mais tanques’, o que leva a um desequilíbrio, principalmente no final do jogo, onde há tanques por toda parte e estar a pé é morte certa.

Jogabilidade…

Se eu tivesse que destacar a parte mais excepcional de Enlisted, seria seu conceito de gameplay particular. Ao contrário de todos os jogos do gênero de guerra em que sempre controlamos um único soldado, aqui controlamos um esquadrão completo, geralmente composto por quatro soldados.  A IA (inteligência artificial) do jogo ficará encarregada de controlar o resto das unidades e seguirá as ordens do personagem que controlamos.

Podemos mudar de personagem a qualquer momento durante o jogo, isso pode ser útil, pois nem todos os personagens do esquadrão estarão sempre equipados com as mesmas armas.  Se o personagem que controlamos morrer, selecionaremos outro soldado do nosso pelotão se ele ainda estiver vivo.  Em certos casos, podemos ressuscitar nossos colegas, desde que não tenham sofrido ferimentos graves.

Em cada batalha de Enlisted, estão 4 soldados por cada esquadrão e conforme vamos morrendo vamos revivendo na pele de outro soldado do nosso esquadrão, quanto todos os soldados do esquadrão morrem temos de escolher um novo esquadrão para integrarmos e assim sucessivamente até a batalha ser finalmente decidida. Podemos selecionar diferentes tipos de pelotões: infantaria de assalto com armas automáticas, soldados de reconhecimento com rifles de precisão ou um batalhão de tanques ou aviões.  Além disso, podemos personalizar cada esquadrão por meio dos soldados e equipamentos que desbloqueamos no jogo.

Na minha opinião, o ponto mais fraco da AI pode ser a sua habilidade ofensiva, em alguns momentos em que consegui chegar a uma posição boa no campo de batalha, consegui matar uma data de inimigos que estavam só a correr pelo campo e batalha.

Em relação às armas, estas são bastante letais, mas dificilmente conseguimos dar mais de dois tiros seguidos. Quando batemos de frente com carros de combate, a nossa habilidade de sobrevivência diminui muito, pois eles com alguns disparos conseguem limpar um esquadrão bem fácil.

Cada um dos pelotões funciona de forma autónoma e independente, e cada vez que entramos em campo de batalha ganhamos um pouco mais de experiência com cada esquadrão em que nos encontramos. Os esquadrões vão subindo de nível e podemos desbloquear novas melhorias de grupo, sejam individuais ou de equipamento.

Temos também a barra de progresso global onde vão ser afixados os pontos  globais de cada jogo. Conforme se sobe de nível desbloqueia-se novos esquadrões para o nosso batalhão. Os jogadores também recebem uma carta de suprimentos e soldados entre cada nível, que são usados ​​para desbloquear novos soldados e armas personalizando os nossos esquadrões. Podemos personalizar cada esquadrão substituindo soldados ou modificando seus equipamentos.  No início é a parte menos clara do jogo, já que quase todas essas possibilidades estão bloqueadas.  Mas à medida que conseguirmos essas melhorias, veremos que é muito útil reforçar cada equipa para obter mais da sua implantação no jogo.

Modos de jogo…

Em relação aos modos de jogo, estes são básicos, principalmente se já tiver jogado um jogo de tiro em primeira pessoa online. Ganhamos as partidas quando ultrapassamos pontos de verificação ou controlando pontos específicos por mais tempo que os inimigos. 

Quando somos abatidos não iniciamos nova partida, temos de escolher outro membro da nossa equipa, e se não tivermos mais membros de equipa temos de escolher um novo pelotão. 

Em relação aos modos de multijogador, estes modos normalmente baseiam-se em conquistar bases ou defender territórios. Neste sentido, os jogadores devem apoiar os aliados com as nossas rifles de precisão, ou fazer ataques ofensivos. A parte interessante é que em cada partida participam até 10 jogadores, apesar de vermos sempre um grande número de soldados à nossa volta, a maioria é controlada por AI.

Conclusão…

Enlisted está atualmente em acesso antecipado e mostra que há elementos da apresentação que ainda precisam ser trabalhados.

Enlisted é uma tentativa sólida de replicar o caos da guerra, ao mesmo tempo que oferece uma abordagem de combate mais enraizada.

A ideia do jogo está  boa, e isso vai chamar muitos jogadores, mas a equipa de desenvolvimento tem de trabalhar mais nos menus e interações do jogo de forma a ficarem mais amigáveis para o jogador. 

No geral, acho o jogo bastante interessante e a minha opinião é bastante positiva. Ao nível gráfico, é um jogo compatível, embora não seja o mais moderno em termos de estrutura e modelação paisagística.  Mas tem uma iluminação muito realista graças ao Ray Tracing e isso faz com que tenha uma ótima aparência na tela. Em relação a AI, a minha opinião é que poderia estar bem melhor. Por vezes os inimigos controlados pela AI parecem meio a toa. 

A proposta é muito divertida e original, mas com algumas coisas a serem trabalhadas para uma versão final de sucesso. Tendo em conta que o jogo está em fase beta, não tenho dúvidas que é a parte em que veremos mais melhorias. Se gosta de jogos de tiro multijogador, acho que não perdia nada em dar uma oportunidade a Enlisted.  O preço de 29,99€ torna-o bastante atractivo e com certeza irá proporcionar-lhe grandes momentos de diversão.

 

Nota 8/10

Positivo
  • Uma ideia diferente que funciona.
  • Regresso da Segunda grande Guerra.
  • Conceito de gameplay inovador.
Negativo
  • Gráficos precisam de polimento.
  • Habilidade ofensiva da AI.