REVIEW – Kinect Star Wars

REVIEW – Kinect Star Wars

Junho 14, 2012 Não Por Perplera

Kinect Star Wars surgiu na E3 2011 com a promessa de tornar o jogador um jedi, fazer com que se sentisse em campos de batalhas em Kashyyyk, em corridas de pod racer em Tatooine ou enfrentando o Lorde Vader na Estrela da Morte, mas as coisas não eram bem assim, os controles pareciam um pouco lentos, alguns movimentos não respondiam e a opção pelo jogo sobre trilhos foi criticada, mas ainda havia algum tempo de desenvolvimento até que o produto chegasse nas lojas e então a esperança foi mantida.

Passado quase 1 ano, o jogo chega às prateleiras e manteve a jogabilidade mostrada, o que não foi um bom sinal.

O jogo, na verdade, é uma compilação de cinco minijogos, cada um com uma premissa diferente que utiliza os movimentos como base de jogo, alguns divertidos, outros nem tanto. Enfim, vamos dissecar cada um desses modos e ver qual vale a pena perder um pouco de tempo a mais.

Jedi Destiny: Dark Side Rising

O modo principal do jogo é o que foi mostrado no ano passado, aqui o jogador será um novo Jedi que deve viajar pelo universo numa história que se passa entre os episódios 1 e 2, devendo resgatar a sua mestra e acabar com os conflitos que assolam a galáxia.

Basicamente, neste modo, o jogador irá atacar e defender-se, já que o andar fica por conta do jogo. No combate, erga o sabre de luz na direção contrária do golpe que virá e baralhe o inimigo para atacar freneticamente. À distância, defenda-se de tiros mandando-os de volta fazendo um movimento de oito com a mão, dê um salto para o personagem saltar, dê um passo a frente para impulso e, por fim, erga a mão para usar a força, basicamente isso, de vez em quando a acção passa para veículos em perseguições de Speeder Bike ou batalhas espaciais.

A estrela principal do pacote cumpre seu papel em parte, consegue agradar a todos, mas é curto e os movimentos de batalha são um pouco lentos, porém consegue agradar e será o mais jogado entre os cinco por trazer uma experiência, dentro de suas limitações, mais completa.

Rancor Rampage

Em Rancor Rampage a premissa é simples, o jogador torna-se um monstro gigante e deve sair a destruir tudo pela frente ao mesmo tempo que cumpre missões mostradas no ecrã, desde atirar alguém a certa distância até matar alguém batendo palmas. O modo é interessante, mas sofre com um pouco de imprecisão do Kinect, por várias vezes tentei correr com a personagem e ela simplesmente ignorava, modo divertido mas que enjoa rápido.

Podracing

Na minha opinião, o modo mais chato do jogo. As famosas corridas de pod são retratadas com fidelidade nesse modo, puxando um dos braços, o jogador vira seu pod para aquele lado, apontando para a esquerda ou direita empurra-se quem está do seu lado, entre muitos outros comandos explicados que na hora da corrida nem se lembra de todos. O modo é no máximo “bonzito”, pois cansamo-nos rapidamente, possui muitos comandos que acabam por atrapalhar e a sensação de velocidade não é muito boa.

Galactic Dance Off

Este modo deveria chamar-se Dance Central: Star Wars porque é a mesma coisa. O jogador será levado a vários planetas para desafiar figuras famosas em batalhas de danças, como Leia e Han Solo ao som de músicas adaptadas ao contexto. São canções famosas com as letras modificadas no esquema já conhecido de cartõezinhos com os passos de danças subindo pelo ecrã. O que tira um pouco o brilho do modo são movimentos repetitivos e a precisão dos movimentos em relação a Kinect.

Duels of Fate

Esse modo são praticamente só lutas do modo principal, aqui o jogador pode apenas lutar com qualquer personagem depois de escolher seu Jedi favorito. As lutas consistem em defender levando o sabre de luz a posição contrária do golpe, atacar, que acaba por ser um balançar de braços frenéticos, xutos e uso da força, um modo limitado e um pouco lento na jogabilidade que acaba por perder o brilho com o tempo.

No geral, Kinect Star Wars possui gráficos bons, som excelente, porém um gameplay lento e impreciso, que tira alguns pontos de um jogo que teria tudo para ser o melhor em experiência de movimentos se a produtora tivesse acatado as críticas e implementado as melhorias, mas como nem tudo é como nós, jogadores, desejamos, recebemos um produto mediano que me fez perder o interesse depois de terminar o modo principal e algumas dancinhas ao lado da Leia em biquíni.